sexta-feira, janeiro 21, 2011

Gosto de adágios e da sabedoria popular

Quem é que não sorri com um bom adágio?:
"Mal vale só que mal acompanhado"
"Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és"
...e por aí adiante.
O que me intriga é a capacidade ultimamente demonstrada para destruir esta sabedoria, esta tradição.
Ora ainda há bem pouco tempo, estávamos todos de acordo que "era muito pior fundar um banco do que assaltá-lo!"
Estávamos, não era?
Isso já foi tempo.
Os camaradas do nosso Presidente da República acabam de mandar às malvas, duma penada, a tradição e a sabedoria popular:
Fundaram o Banco e depois assaltaram-no!
Foi o chamado "dois em um"
Fácil, e deu milhões!

3 comentários:

Rogério Pereira disse...

"Olha ao que eu digo, não olhes ao que eu fiz"...

Graza disse...

Eu conheço como: “Mais vale só…”.

Preocupa-me que os Bancos sejam assaltados. Coitadas das pessoas que ficam sem as suas poupanças. Agora imagine como fico quando sou obrigado a ajudar a repô-las. E pior ainda como me passo sabendo onde param algumas.

MFerrer disse...

Ora bem!