segunda-feira, junho 30, 2008

A Onda do Facilitismo e o Juízo!

Recorro ao Rui Pena Pires que escreveu isto:
A onda do facilitismo
1. Depois de ter contaminado os países nórdicos e a OCDE (ver “Facilitismo generalizado”) terá chegado agora a França, infectando gravemente o Governo de Sarkozy. Só assim se explica que este proponha uma reforma em que se reclama uma maior aproximação do que se fará em França ao que se faz já nos países nórdicos, nomeadamente substituindo a repetência por módulos complementares de trabalho de recuperação dos alunos.Mais grave ainda, o facilitismo terá penetrado mesmo uma instituição universitária que, em geral, é apontada como exemplo de excelência. De facto, Vítor Teodoro, coordenador da Divisão de Educação da Sociedade de Física, é citado pelo Expresso como tendo afirmado que “os testes do MIT têm perguntas do 9.º ano em Portugal”.
(Ler mais)
Este Portugal que nem se consegue organizar para ganhar àquela equipa de canhestros alemães, que só tem vedetas e importações escusadas de luxo bizantino, este Portugal que vai a Roma dizer ao Papa que a Bula de 1149 é o documento mais importante duma História que revirou o Mundo, esquecendo até a própria Constituição que jurou defender e aplicar, este Portugal não tem juizes, perdão, não tem juízo !

Ratzz!

A mantilha que lhe escondia os voluptuosos caracois foi pra evitar que o Papa tivesse ali mesmo uma piedosa erecção?
Mais valia!

domingo, junho 29, 2008

Um post para durar - 1

É que decidi ir actualizando-o à medida que o nível do disparate for subindo e florindo. Tá?
Vejam lá:

- Jerónimo de Sousa convidou LFVieira para a Festa do Avante 2006

- O CDS propôs ao Governo a criação de uma disciplina curricular de Primeiros Socorros a ser leccionada nas Escolas do Ensino Público

- O PCP apresentou sete medidas eleitoralistas para destribuir o que não há: Excedente Orçamental

- António Barreto : Jaime Silva transformou-se numa espécie de embaixador da União Europeia e num carrasco da agricultura portuguesa"

- Cavaco Silva foi dizer, ontem, ao Papa que a Igreja Católica Irlandesa podia ter feito mais pelo Tratado de Lisboa.

- Cavaco Silva também disse ao Papa que os "portugueses gostariam de ter mais santos"
( Continua )
( aceito contributos sérios )

Quadro de (des)Honra

• Ferreira Fernandes, MERECER SER MERITÍSSIMO:
“Um juiz que suspende julgamentos porque durante um julgamento se cometeu um crime, é um juiz que não acredita que os julgamentos servem para combater os crimes. E, já agora, do ponto de vista do criminoso: se um crime num julgamento acaba temporariamente com os julgamentos numa comarca, porque não mais crimes desses para prolongar a suspensão de julgamentos? E porque não estender a táctica a todos os tribunais portugueses?”

Ou a todas as actividades ? Camions, Pesca, Agricultura, Advocacia, Limpa Chaminés, Presidentes da República....
Vão, vão por aí, que o PC e o Bloco bebem dessa água choca!
E pescam nessas águas turvas!

Intervenção militar? Em áfrica?

Estamos a assistir a uma magistral campanha orquestrada pelas chamadas democracias ocidentais cuja pressão já ultrapssa a normalidade das alianças entre as democracias ricas e passaram agora a empurrar também uns quantos peões de brega para a arena das suas aventuras.
Listo:
EUA> UK>UE>Quénia>Botswana>RSA...>
Com afirmações mais ou menos avulsas sobre a necessidade e urgência de uma intervenção militar no Zimbabué.
Como é que isto se explica?
Quais as motivações para estas ameaças?
-É a falta de democracia, é o que dizem. Mas "falta de democracia é o quê em África?
O Darfur? A Somália? O Tchade? Angola? A Guiné Bissau? O Burquina Fasso? A Swazilândia? O Ruanda? O Congo ? O Zaire? A Nigéria, A Libéria...
Quantos são os países que em África têm instituída uma democracia estilo ocidental?
E já foram ameaçados de serem invadidos e escravizados de novo?
Há aqui algo que me escapa.
Claro, Mugabe é péssimo. Mas algum dos outros é melhor?
Porque é que foi este o escolhido?
Qual o seu verdadeiro crime? 30, 40, mortos num processo eleitoral viciado?
Mas processos eleitorais viciados estão por toda a parte! Até o próprio Bush foi eleito por decisão do Supremo Tribunal por Juizes nomeados por ele próprio...
Meia dúzia de mortos numa refrega interbandos? Mas só na vizinha RAS o número de assassinatos por ano é superior a 30.000. Quase 100 pessoas mortas por dia!
E a imprensa, nomeadamente a portuguesa, em Arare, afirma que tudo está correr normalmente no País e que os portugueses estão calmos...
Não!
Aqui a questão é outra.
Mugabe, para se perpetuar no poder, resolveu conduzir a descolonização até ao osso, e retirou as terras aos colonos brancos e entregou-as aos negros.
Mas pergunto, são estes colonos que o grande capital está pronto a defender? Serão mesmo esses colonos - que nunca mais poderão regressar aos bons tempos coloniais - as vítimas acidentais ou, o Ocidente está a tentar evitar que a descolonização venha a ter lugar na RAS e afecte, isso sim, os enormes investimentos ali realizados?

sábado, junho 28, 2008

A Oposição no Telhado!

Que dos violinos trata o LaFéria.
Quero é tratar aqui dos tiritos disparados sobre o edifício onde discursava o PM em Faro.
Dou ao incidente, a importância das festas carnavalescas da Amareleja
Mas, vamos lá pôr a coisa alrevés, suponhamos que numa reunião de um sindicato, de um dos partidos da oposição se ouviam al longe uns tiritos que, até uns deles, acertavam no telhado?
O que é que acontecia?
Que discursos não teríamos de aguentar vindos do PR, do PGR e de cada partido sobre, por umlado, a insegurança ,e por outro a deriva perigosíssima para a democracia que devia ter sido encenada pelas forças ligadas ao PS...
Seriam Comissões Especiais e Avulsas. Os Ministros todos, chamados à AR. Prevejo até umas manifs organizadas a exigir a queda do governo anti-democrático e muitas acções de agit-pro. Seria o regresso organizado ao 24 de Abril.
Agora não. Esta esquerda irresponsável que prepara a todo o gás o regresso da Direita ladra, ao poder, nada dirá. Nem se desmarcará destes tiritos sobre o tal edifício em Faro.
Vai achar normal e inclusive, da responsabilidade do Governo.
O que esta gente merecia mesmo eram umas boas bordoadas dadas pela GNR do tempo em que havia respeitinho pelo poder.
Ainda não perceberam a diferença entre poder democrático e poder do chanfalho!

Sindicatos para todos, já!

A deriva sindicalista a que se assiste representa o que de mais conservador existe na sociedade.
A constante observação do seu medrado umbigo releva de um narcisismo único. É que é um narcisismo míope. Aquele que debruçando-se para se ver, arrisca dar com os burrinhos na água.
Um sindicato de juizes - coisa estranha, digo eu. Então não são um Orgão de Soberania? - que entra em greve contra o Governo, que tudo fez para lhes resolver os problemas, sem se emisquir nas suas funções, está a julgar bem?
A primeira obrigação dos juizes é a de julgar bem. A de condenar os culpados e a de absolver os inocentes, Certo?
Errado!
O edifício que ameaçava ruína, e depois interditado pelas Obras Públicas, foi mandado construir pelo governo PSD, depois deinúmeras peripécias que envolveram jogos florais e trocas de terrenos por outras coisas...
Pssados 15 anos, essa magnífica obra de Cavaco já ameaçava ruína! Toque de Midas!
Aqui de-el-rei! que não há condições, e que tudo está comprometido.
O Governo PS manda transferir o Tribunal para instalações provisórias até Setembro e, através de acordo com os Srs. Juizes, são definidas áreas, salas, e demais serviços para que a Justiça pudesse continuar o seu munus.
Não cabe ao Governo ou a qq outra entidade, diferente dos próprios Juizes, a definição das medidas de segurança necessárias ao bom e seguro desempenho das suas altas funções.
Foram eles, os Juizes agora em greve, que decidiram que, naquelas condições, era possível fazer julgamentos e avaliando os riscos, ficaram com apenas 3 polícias na sala, mandando sair as restantes forças policiais presentes no Tribunal.
Deu no que deu. Aliás pouca coisa. Uns encontrões, como explicou um dos Juizes.
Intolerável é a minha opinião.
Mas, assacar responsabilidades ao Ministério da Justiça, é de um oportunismo que os devia envergonhar. E então, entrar de férias no Verão, por estas razões, até parece caído do Céu!

sexta-feira, junho 27, 2008

E se o restaurante for de 5 Estrelas Michellin?

Como sou um leigo na matéria posso fazer perguntas à vontade, não é?
Segundo a TSF-on-line o Dr. Marinho teria dito o seguinte:

"João Vale e Azevedo «foi humilhado publicamente, foi preso perante as câmaras de televisão à saída de um restaurante. (...) - Quer dizer que ele tem um estatuto de cidadão especial? Então deve haver um artigo na Lei que diz como prender e em que circunstâncias, à porta de que tipo de edifícios, certas pessoas podem ser incomodadas?
Foi julgado por um juíz que era do Benfica. Ora aí está um incidente processual que não me recordo se já foi utilizado. parece-me de grande originalidade e concerteza que o T. da Relação arranjaria de imediato um do Arrochela Ginásio que lhe garantiria maior imparcialidade. Este tipo de comentário sobre a idoineidade de um juiz, não é mais gravoso do que dizer que a CNA está controlada pela esquerda radical? Não são os juizes que gozam doprivilégio de não poderem ser ofendidos na sua honradez,em público?
Tudo isto faz com que ele tenha razões para se queixar da Justiça portuguesa», disse aos jornalistas António Marinho Pinto, à margem de uma audição na Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais. Ok. Já apanhámos a essência da coisa. Foi preso em público e mandado apresentar a um juiz do Benfica. Intolerável!
O bastonário da OA sublinhou que «não» percebe por que é que não é feito o cúmulo jurídico relativamente a penas anteriores aplicadas a Vale e Azevedo, uma vez que tem uma pena de sete anos por cumprir.
«Eu estranho que ainda não tenha sido feito esse cúmulo, como acho que é de direito», afirmou, ressalvando que não conhece o processo
. Pois não percebe aquilo que desconhece! Já me tinhamantes falado neste problema. É como eu que não o entendo. Também não o conheço, graças a Deus!
Marinho Pinto disse, também, que «nunca» aconselharia Vale Azevedo a sair do país, caso ele fosse seu cliente. ( Meu sublinhado) Mas como não é...ficamos informados sobre o que pensa dos contumases que não são seus clientes.
No entanto, salientou que o ex-presidente do Benfica «não está em Inglaterra por acaso», uma vez que «a questão do mandado de detenção europeu tem Especificidades». Afinal sempre reconhece as vantagens de se colocar ao abrigo do braço semi-longo da justiça portuguesa? Bonito!
«Ele lá (Inglaterra) encontra um regime jurídico mais consentâneo com os valores da democracia e com os valores do respeito pela pessoa humana do que em Portugal», sublinhou.
Ora deixem cá ver:
Lá está! era o que eu dizia. Afinal sempre lhe recomenda um certo afastamento desta Justiça portuguesa anti-democrática e sem respeito pelos direitos das pessoas importantes, que não devem ser presos à porta de Restaurantes ( ...se for Michelin?) ou apresentados a Juízes que gostem da bola.
Got it?
Com a jurisprudência feita, esta sim, em directo, para que é que há tratados de Direito?

Marinho Pinto ao seu pior nível

Segundo a TSF, Marinho Pinto acha que Vale e Azevedo, cidadão com vários méritos, desmerece da Justiça que lhe foi aplicada.
E, no mesmo rol de críticas, coloca indiferenciadamente todo e qq actor, desde a polícia, o Mº Público e os Juízes. Dos vários Tribunais.
Será um exagero de oportunidade política ou o Vale e Azevedo é mesmo uma vítima, e nós somos todos parvos?
Salvo o Dr. Marinho, que esse não tem ar disso.
De qq forma, grande contributo para a respeitabilidade da Justiça em Portugal !

Está alguém interessado?

Um amigo que pede o anonimato, por razões evidentes, precisa de encontrar interessados nestes equipamentos, que informa estarem em bom estado.
Algum interessado? Uma boa alma?
Ele está aberto a ofertas razáveis:
- Telemóvel com câmara
- Telemóvel com cãmara e vibração
- Telemóvel com jogos.





















quinta-feira, junho 26, 2008

Um par de coices

Uma valente patada do Jumento:
PURA HIPOCRISIA
Como era de esperar, ainda antes de Carvalho da Silva ter ouvido um único trabalhador já Jerónimo de Sousa tinha tomado a decisão, a CGTP não assinou o acordo de concertação social. Não faz mal, daqui a dois ou três anos, quando o governo decidir alterar a legislação o PCP-CGTP mobilizará uma nova manifestação em defesa da legislação que agora vai ser aprovada contra a sua vontade. Aliás, a última manifestação foi para defender a legislação de Bagão Félix, que na ocasião também não mereceu a aprovação do PCP-CGTP.
Nem que o pacote da legislação laboral viesse com a assinatura de Estaline este PCP-CGTP assinaria o acordo, neste momento o interesse dos trabalhadores confundem-se com os objectivos eleitorais do "partido". Isso explica que tudo tenha sido chumbado antes de qualquer negociação e mesmo sem os trabalhadores terem sido ouvidos o que, aliás, é coisa com que não se perde tempo na CGTP, o Jerónimo de Sousa pensa por eles cabendo a Carvalho da Silva dizer aos outros o que o iluminado líder pensou.
Enfim, mais hipocrisia é mesmo impossível.

...e como um coice nunca vem só...
Plano ridículo
Ninguém melhor para apresentar um plano ridículo do que escolher um dirigente igualmente ridículo para o fazer, foi o que sucedeu com o plano de emergência que o PCP deu a Bernardino Soares para o fazer. O PCP deve ter descoberto petróleo no Beato e acha que a melhor forma de resolver a crise é distribuir dinheiro por toda a gente. Bem, Manuela Ferreira Leite já propôs mais ou menos o mesmo, mas a velha senhora sugeriu como fonte dessa despesa actual os futuros dinheiros do TGV.

Reduzir despesas e dar aos pobrezinhos, ou

Como se compõe uma reforma, das tais, a sério:
Salter Cid é, actualmente, vereador da Câmara de Lisboa, pelo PSD.
Em 1990, entrou para a Marconi, exercendo funções de marketing e comunicação. Logo nesse ano e no seguinte, foi requisitado por Cavaco Silva para secretário de Estado das Comunicações. Voltou para a Marconi e, em 1994/95, Cavaco chamou-o, novamente, desta vez para secretário de Estado da Segurança Social. Foi nessa qualidade que aprovou o regulamento do Fundo Especial de Melhoria de Segurança Social do Pessoal da Marconi. Uma das benesses desse Fundo permite, aos pensionistas da Marconi aplicar, como suplemento extra, uma taxa de 15% sobre o valor da pensão estatutária calculada na data da passagem à situação de pensionista. O referido Fundo tinha, no ano passado, um passivo de mais de 12 milhões de euros.
Durante o governo de Durão Barroso, Cid foi requisitado novamente, desta vez para presidir à Companhia das Lezírias. Levou consigo, da PT, a secretária (3.500 euros/mês) e o motorista (3.300 eurpos/mês). O Tribunal de Contas desconfiou do salário que Cid auferia na Companhia das Lezírias (27.500 euros/mês). O contrato entre a Companhia e Cid foi celebrado um ano depois de Cid ter iniciado funções e o próprio Cid assinou o contrato, em nome da Companhia.
Em 2007, com 17 anos de casa (Marconi/PT), embora só 6 de actividade, Cid solicitou a passagem à pré-reforma, que lhe foi concedida. Ganha 17.900 euros/mês pelos 6 anos efectivos que trabalhou para a Marconi/PT.
Cid acha pouco. Acha que tem direito ao mesmo vencimento que o funcionário da PT, no activo, com a sua categoria. Meteu a PT em Tribunal.
Não foi preso.

E a Imprensa portuguesa não diz nada?

Talvez seja do sabor da notícia ou do facto de não estarem preparados para comidas tão fortes...

"La Justicia británica da luz verde a la ratificación parlamentaria del tratado de Lisboa
Un juez rechaza el recurso presentado por un millonario conservador para que el texto fuese sometido a referéndum"


Mas o que é facto é que não vi ainda qualquer referência a esta notícia que atira para o Canal da Mancha a última esperança dos anti-europeus na desqualificação da ratificação britânica por via Parlamentar!

quarta-feira, junho 25, 2008

Este homem é já uma surpresa !


Segundo o NYTimes, Barak Obama pediu hoje aos seus apoiantes que procedam a uma recolha de fundos para aliviar Hillary Clinton das dívidas que contraiu ...na campanha contra ele próprio!:
Obama Asks Funders to Relieve Clinton’s Debt
By Jeff Zeleny
Senator Barack Obama asked his leading fund-raisers in a conference call today to lend a hand to retire the campaign debt of Senator Hillary Rodham Clinton.
This week has been designated as the coming together for Mr. Obama and Mrs. Clinton. As a prelude to their first appearance on Thursday evening in Washington, Mr. Obama asked his donors to begin pitching in to whittle away at Mrs. Clinton’s debt.
A senior Democrat said tonight that Mr. Obama asked, but did not demand, that his leading contributors help pay off debt of more than $11 million for Mrs. Clinton. It will be done, bit by bit, at chunks of $2,300 or less.


Extraordinário !


Ele há dias melhores que outros

Hoje foi particularmente produtivo:
• Eduardo Pitta: Como é que Nuno Morais Sarmento quer ser levado a sério?
• Hugo Mendes: Sabia que o resultado médio em matemática do aluno português que não perdeu nenhum ano no seu percurso escolar é um bom resultado no contexto internacional, o que leva a crer estar em curso (mais) uma campanha ideológica contra a escola pública?
• João Miranda: Quem era a ministra das Finanças que, em 2004, garantiu que “o Governo irá dar execução ao projecto” do TGV?
Miguel Carvalho: Como criar um facto político alterando só três palavras?
• Vital Moreira: Barragens hidroeléctricas: como é que se pode fazer política assim, com tanta irresponsabilidade e demagogia?!

Vocês acreditam ?

Segundo consta,
O deputado do PSD António Preto foi pronunciado pelos crimes de fraude fiscal e falsificação de documentos.
Esta decisão do Tribunal de Instrução de Lisboa significa que o deputado social-democrata vai ser julgado pelos referidos crimes na companhia do empresário e ex-vereador socialista na Câmara da Amadora Virgílio Sobral de Sousa, bem como Jorge Silvério.
A investigação começou em 2002 com um caso de corrupção em escolas de condução no concelho de Tábua. Neste processo foram feitas escutas em que António Preto aparece a conversar com Virgílio Sobral de Sousa a fazer referências a uma mala cheia de dinheiro:
“Uma mala? Porra! Isso até me assusta [...] Estou aqui a receber dinheiro, pá, como nunca vi na vida! Meu Deus.”
No despacho de pronúncia, que tem a data do passado dia 18, as suspeitas sobre o destino do dinheiro apontam para o pagamento de quotas a militantes do PSD da comissão política distrital de Lisboa, numa altura em que António Preto concorria à presidência desta estrutura social-democrata.
António Preto foi recentemente nomeado relator da comissão que vai fazer a transposição da directiva europeia de combate ao branqueamento de capitais.
Dizem-me agora que faz parte do núcleo duro de MFL. Da Comissão Política. Do Politeburo!
Dá para acreditar?
Quando será o julgamento?
Lá mais para depois das eleições?
Esta incerteza dá cabo de mim!

Aquela coisa chamada Credibilidade


Ora o novel secretário Geral do PSD, Dr. Marques Guedes que anda a ver se descobre contra o que está, se bem me recordam, é o mesmo cavalheiro que de forma credível, queria que Portugal em vez de outra coisa qualquer, tivesse "Um dia do Cão"?!!

Não sei se se lembram. Foi aqui há uns anos na AR. De entre as muitas medidas verdadeiramente notáveis que a maioria de então nos proporcionou, essa não passou da fase de proposta.
Foi pena. Sempre era um feriado que se tinha, a par dos dias da parentalidade.
Seria o dia da canilidade.
Vejam, se me recordam outros bons momentos. Vamos ter ocasião para nos rirmos.

Aquela coisa chamada desporto

Apesar de , confesso, gostar imenso de ver um desafio na TV, tenho evitado pronunciar-me sobre a tal coisa, sobre os que empurram os autocarros, outros que prefere reemigrar, os que incendeiam os tais autocarros e assim por aí fora, num sem número de "números" que lhes estão colados às camisolas.
Mas ouvir um foragido da justiça, que ataca a mesma justiça e que se recusa, em público, via satélite, a cumprir pena de cadeia a que foi condenado e que tem 15m de tempo de antena, é um insulto a todos os que pagam impostos neste País !
Depois, quer na chamada blogosferra , quer em vários outros orgãos de "informação" o homem parece ser tratado como alguém cuja respeitabilidade permite que se subentenda ter dado uma lição de justiça, à Justiça!
Mas ele não foi condenado por ser gago!
Foi condenado por burla agravada, lavagem de dinheiro, desvio de fundos, abuso de confiança...

terça-feira, junho 24, 2008

Branqueando ou enferrujando ?

A dama de ferro e o estado do PSD após mais um Congresso.
( ripado do Glória Fácil, com licença! )
"Ao fazer a habitual ronda dos blogues, vejo sublinhada a imagem de desleixo que o PSD deu neste fim-de-semana, com filas inteiras vazias no pavilhão onde decorriam os trabalhos. Também reparo no facto inacreditável de a líder recém-eleita ter saído de Guimarães mais enfraquecida do que entrou, ao não ter sequer conseguido consolidar os resultados das directas: 20 conselheiros em 55, correspondentes a 33,8% dos votos expressos, menos 4 pontos percentuais que os obtidos nas Directas de 31 de Maio. Igualmente observo que a presidente do PSD suscitou questões de uma forma desastrada, nuns casos, e revelou uma inconsistência de que não se estava à espera, noutros casos. Confirmo, por outro lado, que é convicção profunda de Ferreira Leite que as mulheres não estão disponíveis para a política 24 horas por dia, pelo que devem ser, por regra, poupadas a esse martírio. Ela, que se dispõe a se submeter ao martírio da política, virá ou não a fazer oposição ao Governo que está.Só não percebo por que não foi dado o devido destaque à eleição das elites que tanto ansiavam retomar o poder, que já fora de seus pais e de seus avós. Aqui fica a minha singela homenagem às elites, na pessoa do Conselheiro Nacional António Preto, eleito na lista de Manuela Ferreira Leite, o qual, só por manifesta má vontade, os tribunais (açoitados por Rui Rio) insistem em sentar no banco dos réus."

Será o mesmo? O da maleta da massa? Cuidado que pode enferrujar a dama!

O Erro da Irlanda

O sucesso económico da Irlanda não deveu nada à UE e tudo à política interna, em particular ao baixo IRC e à mão-de-obra especializada. Wolfgang Munchau, Editor Associado do F.Times



"Uma semana depois do que os líderes europeus apelidam de reflexão ficou a saber-se que a Irlanda irá realizar novo referendo no início do próximo ano. Se assim não for poderá haver a tentação de expulsar os irlandeses da União Europeia (UE). Não é certo que vença o “sim” no segundo referendo. No momento em que a economia irlandesa ameaça despenhar-se, dificilmente o entusiasmo em torno da União e dos seus tratados ganhará novo alento. Por outras palavras, a realização do referendo terá os mesmos riscos que a sua não realização. As probabilidades de a Irlanda acabar fora da UE passaram, no espaço de poucas semanas, de zero para uma possibilidade real. Não pretendo aqui dissertar sobre os trâmites legais que a saída de um estado-membro implica. Basta dizer que pode ser feito em conformidade com a lei europeia – desde que haja vontade política. O que mais me incomoda nesta extraordinária reviravolta é perceber que, do ponto de vista dos irlandeses, a ruptura com a UE não é motivo para preocupação. Na semana passada recebi um elevado número de cartas de leitores irlandeses inabaláveis na sua convicção: o sucesso económico do país não deveu nada à UE e tudo à política interna, em particular ao baixo IRC e à mão-de-obra especializada. A visão expressa é tão errada quanto esclarecedora, pelo que vale a pena analisar em detalhe a natureza do êxito económico irlandês nos últimos 30 anos para imaginar como seria a sua existência fora da UE. A importância dos subsídios é seguramente exagerada. Tiveram o seu papel, é certo, em especial na primeira fase do renascimento económico do país. Sublinhe-se que a Irlanda está prestes a tornar-se num contribuinte líquido para o orçamento da UE. Mas concluir o oposto seria um erro crasso, isto é, que a União teve pouca ou nenhuma importância"

( ler o resto)

A próxima vida, por Woody Allen

Na minha próxima vida quero vivê-la de trás para a frente. Começar morto para despachar logo esse assunto. Depois acordar num lar de idosos e sentir-me melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a pensão e começar a trabalhar, receber logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar 40 anos até ser novo o suficiente para gozar a reforma. Divertir-me, embebedar-me e ser de uma forma geral promíscuo, e depois estar pronto para o liceu. Em seguida a primária, fica-se criança e brinca-se. Não temos responsabilidades e ficamos um bébé até nascermos. Por fim, passamos 9 meses a flutuar num SPA de luxo com aquecimento central, serviço de quartos à descrição e um quarto maior de dia para dia e depois Voila! Acaba como um orgasmo! I rest my case...
( genial !!)

Cópia do Jumento

Jumento amigo o povo está contigo:


" MANUELA FERREIRA LEITE VERSUS LUÍS FILIPE MENEZES

Se recordarmos as propostas de Luís Filipe Menezes no congresso que confirmou a sua vitória nas directas constatamos que Manuela Ferreira Leite nada disse de novo, voltou a centrar a estratégia nas obras públicas. Será fetiche do PSD ou os discursos políticos estão mais condicionados pela situação financeira do partido do que com a situação económica do país? Ao contrário do que fez Passos Coelho, que ganhou a alma do congresso, Ferreira Leite nada disse de novo.
Aliás, a propósito das obras públicas propôs um pacto, sugeriu que as decisões em relação aos grandes investimentos deveriam ser consensuais. Esta proposta era politicamente questionável mas aceitável. O que Ferreira Leite fez foi bem pior, nada propôs, limitou-se a lançar a incerteza, não disse o que queria, apenas pôs tudo em causa, com o objectivo de levar os investidores a duvidar do futuro, os seus investimentos passarão a estar condicionados pelas sondagens eleitorais pois ninguém sabe o que Ferreira Leite pretende, a não ser que lhes diga em privado. Será este o seu objectivo?
Recorde-se que a solução do aeroporto em Alcochete acabou por ser consensual e que o projecto TGV é bem menos ambicioso do que o que foi aprovado por Durão Barroso. Nessa ocasião Ferreira Leite foi chamada a fazer as contas e apesar de um défice público descontrolado não viu dificuldades. Agora que pretende lançar a incerteza nos investidores com o objectivo de retardar a recuperação económica já mudou de opinião.
Manuela Ferreira Leite não demonstrou nem mais rigor, nem mais credibilidade, nem menos populismo que Luís Filipe Menezes, evidenciou um populismo queque alimentado por um cinismo de quem acha que a sua chegada ao poder justifica o recurso a todos os meios.Depois do que ouvi só lamento que os militantes do PSD não tenham tido a coragem de escolher Pedro Passos Coelho, optando por alguém sem ideias e sem projectos e, muito menos, sem uma nova forma de estar na política."

O PSD e as Obras Públicas

Retirado do Bicho Carpinteiro:


"O PSD tem uma obsessão com as Obras Públicas, tanta que sempre que está na oposição pretende suspendê-las. Foi assim com o condoído Durão Barroso, e agora com MFL. Ao menos Filipe Menezes era mais directo: ele queria era que o PSD partilhasse as decisões com o governo..."



Este novo PSD tem pavor de qualquer coisa que o PS faça e que tenha êxito. Saúde, Educação, Segurança Social, Plano para a Justiça, Lei Eleitoral Autárquica, Obras Públicas...

Exames 2008 - 1

Uma certa imprensa anda atarefada a promover duas ideias:
1- Que os exames foram feitos este ano para serem fáceis e passarem toda a gente.
2- Que isto seria uma medida orientada pelo Ministério da Educação.

Ora ontem o Presidente do GAVE, orgão independente, veio à RTP2 dizer o seguinte:
a - Que o GAVE é completamente independente, formado por professores de alto nível, e que ninguém recebeu ou podia ter recebido instruções para formatar os exames. E que estes foram feitos na base dos programas em vigor há anos.
b - Que não compreende as acusações da APM (Ass. Prof. de Matemática) visto que - ao contrário do que afirmaram - FORAM NÃO SÓ CONSULTADOS, como foram ouvidos sobre os mesmos exames que agora criticam. Mas, foram além disso, convidados a "resolverem" os exames, o que fizeram e a lavrar um parecer que também elaboraram.
Que diz esse "parecer" feito há um mês?
- Que os exames estão de acordo ao programa e que nada havia a sugerir para os melhorar.
Ora, passado um mês e, no decurso das provas, esta Associação vem iniciar um processo de desdridibilização do GAVE que dá que pensar a quem quizer fazê-lo.
Aos outros, entretidos na permanente prática do nacional botabaixismo, desejo um pouco mais de vergonha e menos oportunismo político.

segunda-feira, junho 23, 2008

ILITERACIA FUNCIONAL

Este foi copiado do Zero de Conduta.



"Iliteracia funcional
Manuela Ferreira Leite defende que o SNS "deve ser universal e de acesso gratuito a todos os que não têm meios para comparticipar o custo dos serviços prestados". Afinal, parece que o facilitismo das provas de português não vem de hoje. Ferreira Leite, que até foi ministra da educação, revela uma relação com a língua de Camões que devia envergonhar os deputados do PSD na comissão de Educação. Na hipótese benevolente de terem percebido o disparate, claro."

Saudações ao melhor zero da blogoesfera!

Política sem preocupações sociais

Sócrates e a Ministra da Educação distribuiram hoje o portátil nº 200.000
Eu escrevo por extenso para facilitar a socialização da coisa:
Duzentos mil portáteis! & counting !
Distribuídos a professores e a alunos das nossas escolas!
Por todo o País, sem atender às questões sociais.
Claro, claro, despreocupadamente.
Numa sociedade que, ou se qualifica ou desaparece, ou aprende uma profissão, ou se limita a emigrar em massa, geração após geração , para qualquer destino de oportunidade, promover a educação e a formação, não tem nada se social.
É uma nova modalidade olímpica: O lançamento do portátil!
A falta de vergonha desta oposição também é uma prática, mas anti desportiva, e sem fair-play!

domingo, junho 22, 2008

A Taxa Zé do Telhado


Segundo a Lusa:

O presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), Chakib Khelil, afirmou hoje que há actualmente petróleo suficiente no mercado e que qualquer aumento de produção é inútil .
"A nossa posição é que, nesta fase, temos de estudar o mercado, mas vamos reunir-nos em Setembro para tomar uma decisão" sobre um eventual aumento da produção de petróleo, afirmou o presidente da OPEP, numa alusão à próxima reunião da organização, prevista para Setembro.
"Se o mercado estiver equilibrado em Setembro, porquê aumentar a produção"?
Em Portugal, que não produz um pingo dessa coisa, exige-se ao Governo que estude formas para continuarmos a consumir à vontade. A consumir, a afundar a economia e a comprometer o Futuro.

Caso Sócrates vá nessa, só prevejo maior precaridade da nossa economia.
Está na hora de o Governo nos apresentar, não uma taxa Zé do Telhado, inútil, cara e populista, mas um plano firme para a redução dos consumos de petróleo, por fases, por sectores e com um Ministério da Energia com poderes bastantes.
Fazer isto, ou aceitar as medidas propostas por MFL de reduzir o IVA nas zonas fronteirças, só pode ser piada!
O que é uma zona fronteiriça? São quantos kms para o interior? Mas um Imposto nacional pode ser aplicável às fatias?
Vêm aí tempos gloriosos para a nacional-idiotice!

sábado, junho 21, 2008

Je veux être premier ministre...OOOPs!



Não sei! Há aqui qualquer coisa que me é familiar!

Será do novo penteado assim a modos de turbante, ou da quantidade de berloques pendurados ao pescoço?

Não sei!

Mas que estão parecidos, isso estão!

Começou o Verão

O título deste post é pouco original.
Reconheço.
Mas não é o único!. Não sou o único!
A sempre pronta TSF, de honestidade reconhecida e comprovada, tem estado, desde a manhã a dar-nos conta de um trabalho feito não sei por quem e que nos informa do aumento de mortes nos Hospitais, Públicos já se vê!, durante o Verão, e referente ao ano de 2003.
Tão a ver? Dois, zero, zero, três.
Lembram-se?
Ainda o Sócrates não tinha acabado o curso!
Obrigado TSF, pela notícia e pela actualidade!
E digo isto, não vá aparecer aí gente a dizer que a TSF faz campanhas contra o SNS.
T'arrenego!

Não há uma segunda oportunidade

para criar uma boa primeira impressão.

De facto, MFL, ao fazer um discurso cheio de coisa nenhuma, mas prenhe de "avisos à navegação" para dentro do Partido, encanou a perna à rã, engrolou um monte de lugares comuns e confessou o descarado oportunismo, o próximo bote:

” assumimo-nos plenamente como alternativa de Governo ao Partido Socialista.
...perante o esgotamento do Governo, perante a incapacidade dos socialistas de governar em situações de crise, esta é a oportunidade para o fazermos”


Preparemo-nos também. Eles estão acoitados à espera da próxima leva de privatizações:
ANA
TAP
CGD
Segurança Social
Educação
SNS...

sexta-feira, junho 20, 2008

É preciso parar as aventuras militares no Médio Oriente!

Segundo o Globo-on-line,
"Autoridades americanas afirmaram ao "New York Times" que Israel realizou um grande exercício militar este mês que pareceu ser um ensaio de um possível ataque com bombas contra as instalações nucleares do Irã, informa a edição desta sexta-feira do jornal. Citando fontes não identificadas, a reportagem diz que mais de cem aviões de combate israelenses F-16 e F-15 participaram das manobras sobre o leste do Mediterrâneo e a Grécia na primeira semana de junho.
O jornal diz que os exercícios pareciam ser um esforço para concentrar-se em ataques de longo alcance, o que ilustra a seriedade com que Israel vê o programa nuclear do Irã. O presidente iraniano
, Mahmoud Ahmadinejad, acusou nesta sexta-feira os Estados Unidos e seus aliados de conspirarem para assassiná-lo durante a visita que fez ao Iraque em março.
O "New York Times" disse que autoridades israelenses não quiseram discutir os detalhes do exercício militar. Um porta-voz do Exército israelense disse apenas que a força aérea do país treina regularmente para várias missões para poder confrontar e cumprir os desafios suscitados por ameaças que Israel enfrenta. Autoridades nos EUA não acreditam que Israel tenha decidido atacar o Irã
Um funcionário do Pentágono, que segundo a reportagem foi informado do exercício, disse que um dos objetivos era praticar táticas de vôo, recarga de combustível durante o vôo e outros detalhes de um possível ataque contra as instalações nucleares do Irã. O funcionário, que falou sob a condição de anonimato, disse que uma segunda meta era enviar uma mensagem clara de que Israel está preparado para agir militarmente caso fracassem os esforços para evitar que o Irã esteja apto para produzir bombas.
Várias autoridades americanas disseram ao jornal que não acreditam que Israel tenha decidido atacar o Irã e que tal ataque fosse iminente.
O Conselho de Segurança da ONU impôs várias sanções contra o Irã por sua rejeição em cumprir com as exigências do órgão para que suspenda seu programa de enriquecimento de urânio, que poderia ser utilizado como combustível para usinas de energia ou para bombas atômicas.
O Irã tem se recusado a ceder diante das sanções e tem desestimado as propostas anteriores de benefícios econômicos em troca da suspensão de enriquecimento de urânio, que afirma ter como objetivos produzir energia elétrica e não armas atômicas."

Como toda a gente sabe as armas atómicas que Israel e o Pakistão possuem são excelentes.
E não são para exercer chantagem sobre ninguém. Nem constituem perigo para a humanidade ou, como soi dizer-se, para aterrorizar a comunidade internacional.
São excelentes, ponto!
Agora tudo quanto seja equilíbrio militar na zona , isso é muito perigoso!
Nem os EEUU e os seus aliados estão em campanha pelo controlo do petróleo!
Isso é tão falso como estas guerras de rapina terem provocado uma corrida especulativa às matérias primas. Tudo falso!
O que é excelente é a força aérea israelita a realizar exercícios reais por cima do território de um membro da UE. A Grécia.
Espero, sinceramente que me engane!
Curioso como a media portuguesa é controlada! Nem pio!

Cuba livre...das sanções europeias

A UE, na reunião de ontem em Bruxelas, também decidiu levantar as sanções impostas a Cuba.
Considero isto um facto muito positivo no plano político e também no plano económico.
As sanções têm sempre também um efeito sobre quem as decide aplicar e, nestes tempos de profunda crise, qualquer pequeno alívio pode constitur uma janela de oportunidade.
Mas interessa-me também o background político e os "apoios" que a medida vai ter entre aqueles que consideram esta Europa um antro de neo-liberais e de capitalistas sem sentimentos sociais.
E não estou a falar daqueles que, de repente, chegaram á social democracia. Esses são como as marés: uns dias estão mais cheios que outros!
Não, estou a falar desta nossa esquerdalhada palradora que insulta a torto e a direito os governos legítimos e que não tem pudor de os chamar de fascistas e de liberais!
Vamos lá a ver se se dignam dizer alguma coisa, ou retirar algo do que já disseram!

Ter ou não ter boa memória !

Diz hoje o Público, sem cuidar muito da página utilizada:
«Manuela Ferreira Leite conseguiu quebrar com a tradição nos congressos do PSD e vai manter a sua estratégia de imagem, apostando na ideia de credibilidade e rigor, procurando mobilizar os militantes para as legislativas de 2009, mas sem apresentar por agora qualquer ideia de governação para o país alternativa à do actual Governo do PS.»
(meu sublinhado, tá bem de ver!)
Logo pela manhanzinha, a TSF dava notícia que "MFL" a todos vai escutando e tudo assentando, num caderninho de bolso com elásticozinho, mas nada diz sobre sequer ( ou, se quer?) a composição da sua equipa para a governação do Partido.
Tudo assentar num caderninho de bolso parece-me uma excelente ideia, não vá esquecer-se de alguma coisa, de alguém.
Lembrei-me é que podia inscrever-se no Programa das Novas Oportunidades e ganhava logo um portátil com uma data de gigas de memória.
É que me disseram que, afinal, o tal caderninho não tem mais do que uma única frase que ela lê e relê com indizível profissionalismo:
- Atenção, o Débito é do lado da janela!

Momento zen

Por agora podemos ficar uns dias em tranquilidade:
- O Scolari vai atazanar a vida e dar entrevistas à secção humorística de vários jornais ingleses
- Os media portugueses vão dedicar-se a lamber as feridas do pátrio orgulho e
- no intervalo teremos o Congresso nº??, qq coisa, do PPD-PSD.

Como eu ansiava pelo Verão ;-))

quinta-feira, junho 19, 2008

Assim já está bem! Sem máscaras !


Segundo o NYTimes a Shell, Exxon, Mobil, Total e BP vão voltar a ter direitos de exploração do petróleo no iraque 36 anos após a sua expulsão por ordem de Saddam Hussein!


"The New York Times leads with word that four big Western oil companies are on the verge of signing no-bid contracts with Iraq. The contracts would take Shell, Exxon Mobil, Total, and BP, who were the original partners in the Iraq Petroleum Company, back to Iraq 36 years after Saddam Hussein kicked them out."


Aqilo foi mesmo uma guerra pela democracia, pela liberdade, contra o terrorismo e que não teve quaisquer consequências no preço dos combustíveis, como agora alguns também descobriram...


(Ler mais do artigo do NYTimes)

Também tu, Bernardino?!

Verdade.Bernardino Soares veio recolocar-nos na realidade de que andávamos arredados.
Ele tem propostas sobre como resolver os nossos problemas económicos.
Sete, para ser mais exacto.
Não sei se sete é o seu número da sorte. Para nós, tenho a certeza, seria um grande azar se, alguma vez, uma só estivesse em vigor.
É que as sete resumem-se numa só!
Aumentar a despesa pública e o consumo privado!
Ou por outras palavras: Enriquecer mais depressa os capitalistas nacionais e estrangeiros!
Como, ao actual nível do nosso consumo, não corresponde mais de 34% de produção nacional; como ainda temos um défice do OGE acima de 2%; como o individamento das famílias é já superior a 85 % das suas capacidades; como a dívida externa nunca parou de crescer no pós 25A; como o Serviço da Dívida consome cada vez mais impostos dos contribuintes, o aumento do consumo dos portugueses terminaria na banca rota e na argentização da economia e com a intervenção do FMI e do BCE em Portugal.
Pergunto se não haverá no PCP um economista para dar uns briefings a este deputado da Nação?

Gira, Roda, gira!

Segundo o Público noticía:


Depois dos Comuns, a Câmara dos Lordes aprovou esta tarde o novo tratado europeu, depois de a maioria ter rejeitado (por 277 votos contra 184) uma iniciativa da oposição conservadora para suspender a ratificação em consequência da vitória do “não” na Irlanda – resultado que os opositores do documento consideram ter posto um fim ao processo em curso nos 27.


Sendo o primeiro País a fazê-lo em seguida ao "Não" irlandês, o Reino Unido afasta-se completamente daquele acontecimento e, ainda por cima, trouxe-nos uma parte da Irlanda...


Logo agora que a esquerda irresponsável e a direita trauliteira ainda lambiam os beiços da jantarada comemorativa que tinham feito em comum...


Ora tomem lá disto !

quarta-feira, junho 18, 2008

Há por aí muita gente gira

Uns querem debitar-nos os riscos da sua actividade monopolista.
Outros acham que isso pode ser "discutido", todos sentadinhos à mesa.
Ora o que eu acho é que, como não gosto que me estraguem a paisagem, deveríamos começar por lhes alugar a chuva que cai do Céu, o espaço das albufeiras, ao m3, está bem de ver, e a merda das linhas de alta tensão. Depois, a poluição que deitam para a atmosfera, nas centrais térmicas.
No final, acho bem que pague aquele que ficar a dever.
Aliás estou a pensar em alterar a lei sobre a incidência do "não cobrado", na matéria colectável.
É que na minha micro empresa só posso levar a custos, as dívidas que já tiverem transitado em julgado!
A EDP tem Lei própria? É justo, está bem de ver! É gente que sai nas revistas giras!

Segundo a Imprensa internacional

Israel e Hamas assinam acordo de tréguas
Israel aceitou uma proposta de tréguas com o Hamas que envolve o fim do disparo de rockets das milícias armadas palestinianas para território israelita, e a cessação do bloqueio imposto à Faixa de Gaza.

Isto é só um acordo de tréguas. O conflito segue logo que possível. Muito provavelmente mais próximo das eleições de Novembro nos EEUU, digo eu.

O diário económico informa

Portugal é 13º no mundo com melhor ambiente para os negócios
Portugal o 13º no mundo é o 7º país na União Europeia (UE) com melhor Ambiente para os Negócios, revela um índice hoje publicado pelo Fórum Económico Mundial que analisou 118 economias mundiais.
Só nos falta a qualificação da mão -de-obra e o management que ainda são muito deficientes, em termos globais, digo eu!

Gore Vidal e John McCain



Da entrevista de Gore Vidal ao NYT:
Are you saying your novels have been critically neglected?
I don’t even read most reviews, unless there is a potential lawsuit on view. I’ve never had much attention paid by critics — nor has anybody else in the United States of America, as Mr. Obama likes to call it.

And what about Mr. McCain?
Disaster. Who started this rumor that he was a war hero? Where does that come from, aside from himself? About his suffering in the prison war camp?


E até agora, do lado do ex-ex-prisioneiro de guerra, nem um pio!



Fantástico como podemos todos ser comidos por parvos !

terça-feira, junho 17, 2008

Yes, you can! - Rir é um excelente remédio

O NYT publica hoje uma crónica de Tony Horwitz que, dado o seu conteúdo de elevadíssimo humor, copio:
Lose the Nicorette. Light up instead.
AS the Democratic primaries revealed, Barack Obama is having a hard time winning the support of blue-collar voters.
So here’s a piece of strategic advice for the candidate: Lose the Nicorette. Light up instead.
Consider these statistics, culled from studies of smoking patterns. Americans who make between $24,000 and $36,000 a year smoke at twice the rate of those earning $90,000 or more. The same applies to Americans with a high-school education rather than a college degree. Rural Americans smoke more than city-dwellers. As for race, there’s a close correlation between states with high rates of white smokers and those where Mr. Obama polled worst in the primaries. Leading the pack of smoking states are Kentucky and West Virginia; industrial states like Ohio aren’t far behind.
Bottom line: small-towners in the Rust Belt and Appalachia don’t cling to guns and religion so much as they do cigarettes.
By rejoining them, Mr. Obama would also touch voters in several heavy-smoking swing states: Michigan, Missouri and Nevada. Added bonus — Virginia and North Carolina, two leading tobacco-producing states, are both in play this election ( ler o resto, "if you can!, tem imenso humor!)

Isto hoje não está nada bem

Ou a persistência do racismo, por outros meios:
O Diário do Povo de Pequim, República Popular da China , referência e farol de muita esquerdalhada, atira-se a Barak Obama pelas piores razões: A sua cor de pele e os "serviços" a que a mesma o "obrigaria", caso fosse eleito:

"The skin color of Senator Barack Obama poses the greatest focus of attention in the ongoing U.S. presidential election campaign this year.

This Democratic nominee with half of the blood from the African stock in his veins has been commended as the "star of change", who now seems to look especially dazzling and splendid with his victory in the recent primaries.

The Times of London saw Obama's victory as evidence that "the United States remains a land of opportunity."

"This moment's significance is the resounding proof of the truism about America as a land of opportunity:

Mr. Obama's opportunity to graduate from Harvard and take Washington by storm," it wrote.It said that his victory also demonstrates "the opportunity that the world's most responsive democratic system gives its voters to be inspired by an unknown; the opportunity that outsiders now have to re-assess the superpower that too many of them love to hate.

One of the causes for the Western media to lavish overpraises onto Obama is owed to his (skin) color, and the other cause is the change that he may bring to American society. Hence, it could be the best and most ideal annotation of the "American dream" if the image of the United States is hopefully to alter with the election of a young black president.

Indeed, Sen. Barak Obama does not at all represent the white Anglo-Saxon protestants (WASP), those who belong to the group of middle- and upper-class Americans descended from the British or Northern European settlers, generally regarded as the traditional dominant or privileged group in the U.S.

His success, nevertheless, is because he does not underscore his racial features, and has even intentionally drawn a clear line with those radical blacks.

So, it can be said that Obama triumphs either because of his skin color or not because of it.

He has a different skin color (with whites) but shares the "same American background".

Obama represents a superb talent or gifted graduate from a top-rate American university, and he is the representative of the racial merging rather than a symbol for assimilation.

So his rise has not done away with privileges for the white Americans but reinforces their privileges on the contrary" ( ler mais )

Nem sei o que pensar de tanto preconceito e tanta "análise" racista e idealista.
O que digo e repito é que estes comunistas chineses há muito esqueceram que, à época da ocupação colonial inglesa, estava interdita a entrada a chineses e a cães, nos Jardins Públicos de Xangai.

O Racismo não tem cor, nem alma, nem religião


As análises políticas, racistas e idealistas ( baseadas em ideias e preconceitos, não em factos e realidades) não são exclusivas de nenhuma cor, raça ou credo.
São manifestações ideológicas de classe, e representam-nas em toda a sua dimensão: Social, económica e cultural.
Caracterizam igualmente a indignidade de quem as profere.
Mas, a sua afirmação pública reveste-se, quase sempre, de dois aspectos evidentes. Primeiro a contradição entre a ideia e o real, depois, o enorme ridículo que evidenciam:
Mohamar Khadafi, o da Revolução Verde, tem a seguinte opinião àcerca da cor de Barak Obama e das suas ideias políticas:




Estamos no sec XXI e o homem insiste em ser a besta do homem!
Pergunto-me o que se diria por esse mundo fora se, alguém se interessasse pela cor da pele que o Coronel esconde por debaixo daquelas camadas de panos !
A discussão das competências de um homem na base da cor da sua pele é simplesmente repugnante!
Não menos repulsivo é ver os antigos escravos a defenderem os valores dos opressores e a fazer deles bandeira!:
Os colonialistas também achavam os pretos incapazes de se governarem.
Pelos vistos Khadafi é da mesma opinião!


A Suiça, esses atrasados

A Suiça é um pequeno país que, como Portugal, não tem petróleo. Nem ouro ou diamantes. Pirites ou volfrâmio.
O clima é talvez indicado para sanatórios, cabras montanhesas e estágios em altitude.
Os Aeroportos foram construídos faz tempo e não têm planos para construir mais, ou mais perto das cidades.
Nessa Suiça a nossa seleção de futebol tem estado instalada em Neuchatel, pequena cidade a 120 km do aeroporto mais próximo, onde muitos emigrantes portugueses ganham a vida honradamente. Muitos, apenas ali vão fazer a campanha da vinha, poucos meses por ano. Regressam depois a Portugal, com alma cheia de saudades e, os bolsos, dos famosos CHF.
Vejam lá que os suiços, ao saberem que a CP ia encerrar a linha do Tua, nas margens do Douro, a primeira região demarcada do mundo, e onde se produzem também dos melhores vinhos do planeta, dizia eu que os suiços, do cimo das suas montanhas resolveram cá vir e comprar à CP por tuta-e-meia, provavelmente a peso, as duas locomotivas a vapor do século XIX, por lá abandonadas à ferrugem e à nossa má sorte.
E, não contentes com isso, levaram-nas para a zona vinhateira de Neuchatel, cerca de 500 ht de vinhedos cuidados à mão, cepa a cepa, como se de um sanatório se tratasse, por operárias portuguesas...
Agora, não é que as têm a bufar montanha acima carregados de turistas ... a quem vendem aquele vinho que produzem naquele clima, com aquela mão-de-obra?
Não é que vão turistas de todo o lado, ver aquelas locomotivas não poluentes e observar a paisagem, as aves, os pinheiros e as cepas?
Fazem paragens para os turistas admirarem as vistas e baterem as fotos que mostrarão, aos amigos e familiares, lá nas suas longínquas terras, a confirmar as belezas naturais da Suiça e o seu cuidado com a Natureza e a sua conservação. A vapor!
Nós, não!
Nós, acabámos com tais frioleiras: Máquinas a vapor? Via reduzida? Trinta km/hora? Turistas a querer parar para tirar fotos? Fazer propaganda do nosso vinho? Dos enchidos? Da lampreia do Douro? Cuidar da paisagem? Vender recuerdos? Não abandonar lixo nas encostas do Douro?
Nós, através dum criterioso programa de desenvolvimento, não apenas encerrámos a linha do Tua, abandonámos as Estações centenárias e vendemos o material circulante, não, também nos preparamos para lançar mais autoestradas na região! Onde circularão belos camiões, importados da Alemanha e a consumir gasóleo.
São ou não são uns atrasados, aqueles suiços?

segunda-feira, junho 16, 2008

O "Método da Venezuela"

Enquanto uns tantos, do alto da sua ignorância, se esgatanham a ver qual deles é mais anti-Venezuela e mais anti-Chavez, "O Método" do ensino da música, originário da Venzuela, tem produzido por esse mundo fora verdadeiros milagres:
'Last August the Simón Bolívar Youth Orchestra played at the Royal
Albert Hall,' said Adonis. 'It was stunning, enthralling and
inspirational. We want to take this model, which has had such a
positive impact on lives in Venezuela, and look at how it can be made
to work in this country. I'm very pleased that Julian Lloyd Webber is
on board. Not only is he a brilliant musician, he will make a great
figurehead and a passionate advocate of our version of El Sistema.
Music can be a powerful source of social change. It teaches discipline
and rigour, it raises hopes and aspirations and it gives young people skills that stay with them for life.'

The government has been in touch with Dr José Antonio Abreu, who heads
the project in Venezuela. One of the prodigies to come from El Sistema
is conductor Gustavo Dudamel, described by the New York Times as
'classical music's hottest young podium property'. He was born to a
poor family on the outskirts of Barquisimeto in the Venezuelan
interior and took up the violin aged 10. Now 27, Dudamel, who calls
music a 'social saviour', is set to become music director of the Los Angeles Philharmonic.

É já o caso também em Portugal, felizmente.
A Orquestra Infantil de Vialonga, projecto com menos de um ano, iniciado a partir do zero, em meio desfavorecido, já tem marcadas as seguintes apresentações públicas:
- 4ª feira, dia 18 de Junho, juntamente com a Orquestra Infantil da Amadora, vão dar o seu 1º concerto no S. Luís, em Lisboa
- De 26 a 29 de Junho estarão em estágio no Colégio Militar e no dia 29 dão concerto no anfiteatro ao ar livre da Gulbenkian.

Este projecto, da iniciativa do Agrupamento de Escolas de Vialonga mereceu todo o apoio do Ministério da Educação e tem, entre outros, o patrocínio da Central de Cervejas e da Fundação Gulbenkian, reunindo mais de cem novos instrumentistas...desde os 7 anos de idade, de todas as raças e origens sociais!

domingo, junho 15, 2008

A pertinácia referendária e os seus comparsas


A moda dos referendos tem entre os seus entusiastas promotores as mais gostosas criaturas.

Refiro-me mais a Portugal que, com resto do mundo, outros disso se encarregam.

Mas aqui entre nós, nunca é demais recordar as posições ultra-referendárias do PCP/BE que, à mistura com insultos variados, têm cantado e dançado as Festas Populares, ao som das gaitas de foles irlandesas.

Vem isto a propósito de um fantástico documento do Conselho para os Direitos Humanos das Nações Unidas, assinado entre outros representantes democráticos como sejam Cuba, o Sri-Lanka e a Arábia-Saudita, e que pugnam, vejam lá, por um referendo na Inglaterra àcerca da legalidade da monarquia naquela ilha! Verdade!
É com aqueles estados que os referidos dançarinos se identificam. É deles que lhes advém a inspiração para nos referendarmos continuadamente:
The UN Human Rights Council said the UK must "consider holding a referendum on the desirability or otherwise of a written constitution, preferably republican".
The council has 29 members including Saudi Arabia, Cuba and Sri Lanka.
It was the Sri Lankan envoy who raised concerns over the British monarchy.
The resulting report said Britain should have a referendum on the monarchy and the need for a written constitution with a bill of rights.
The monarchy costs each adult in Britain around 62p a year but even groups representing taxpayers said there was no case for getting rid of it.
Matthew Elliott, chief executive of the TaxPayers' Alliance, said: "With so many human rights abuses around the world the UN should be busy reporting on issues of starvation, execution and the denial of the vote to huge numbers of people around the world.
"Saudi Arabia and Cuba should pay a little more attention to their own human rights record."
The UN report was also critical of the UK's treatment of immigrants from Sudan.
Syrian representatives accused the UK of discriminating against Muslims and Iran complained about the UK's record on tackling sexual discrimination.

Foi isto que esteve em discussão na Irlanda.

O Tratado de Lisboa não foi discutido nem avaliado na Irlanda. Serviu foi de papel de embrulho à mais descarada e despudorada campanha proto-fascisto-religiosa, agora tão apreciada por uns desmiolados e desclassificados aqui em Portugal.
Como se tivessem ganho alguma coisa.
Limitaram-se a perder ... a vergonha de se associarem a estas merdas.
São os que sentados à mesa do Orçamento aqui e em Bruxelas apenas desejam a ineficácia da Europa e a sua paralisia face aos extremismos sejam internos, sejam do outro lado do Atlântico.
Foi preciso importar ideologia neo-conservadora? Venha ela!
Os fins justificam todos os meios, dizem.
Por isso andam de terra em terra a insultar os membros do governo e a sonhar com horizontes passados.
Vejam lá:




On April 24th, Fine Gael Leader Enda Kenny, speaking to the Forum on Europe questioned a ‘No to Lisbon’ leaflet that stated ‘the Treaty will impose a limit on the size of Irish families’. This is a direct reference to the Éire go Brách leaflet, which states: the EU is to impose further Population Control methods across Europe, which will result in the penalisation of large families, and similar to China may restrict families to a One Child Policy.The facts surrounding this issue are as follows:The EU through its repressive Population Control policies kills over 2.2 million children a year in Abortion clinics, mostly through legislation emanating from Brussels.In Eastern Europe 45% of all conceived children are killed in abortion clinics, while in several countries this figure rises to 66%. The statistics for Northern Europe are 20%, Southern Europe 24% and Western Europe 16%.

Think again! Please!

Ora, o que Vital Moreira diz que anda a fazer, não faz sentido:
Mais um Aeroporto ?
Mas não seria boa altura para repensar estes investimentos completamente faraónicos, nos tempos das vacas esqueléticas que se avizinham?
Com a gasolina a 3 ou a 4 Euros por litro, daqui a 5 anos, quem é viaja de avião?
Só os governantes ricos.
Os outros, vão funcionar por vídeo-conferência, que é bem bom!
Aliás, era bom começar a pensar mas era o que fazer ao parque automóvel e às fábricas dos ditos!
Talvez um investimento de tantos bilhões fosse acertado se se desenvolvesse outro tipo de motores para automóveis e para aviões. Talvez isso fosse racional.
Ou passar a taxar os consumos da gasolina e gasoleo com o dobro dos impostos à medida que se desenvolvesse o programa de barragens e uma rede nacional inter-cidades de caminhos de ferro que empregaria milhares de pessoas e nos traria um forte desenvolvimento do interior e do turismo!
Mais aeroportos???
Mais aviões, mais carros, mais fábricas de carros e mais plataformas logísticas para camions(???) podem ter a certeza que vão ser completas asneiras.
Não é preciso ser um génio para ver isto. Basta não estar cego, nem precisar de ganhar dinheiro e protagonismo com obras desgraçadamente infelizes! E inúteis!!!
As pirâmidos do Egipto, na altura, não serviram para nada. Só passados 3000 anos é que passaram a ser atracção turística...
Mas quem é que virá a Portugal, daqui a um século, ver uns tantos Aeroportos e Plataformas Logísticas, em ruinas?
Faz lembrar a história do condenado à morte que recusou um cigarro pq andava a ver se deixava de fumar...:
Diz Vital Moreira:
"Aeroporto do Centro
Como o "Expresso" ontem informou, faço parte de uma delegação, juntamente com Manuel Queiró e Paulo Mota Pinto, que em representação de um variado grupo de entidades do Centro Litoral, vai apresentar ao Ministro das Obras Públicas um pedido para ser estudada a viabilidade financeira e económica do aproveitamento da base aérea de Monte Real (Leiria) para a aviação civil.Além do mais, com a deslocação do aeroporto de Lisboa da Ota para o sul do Tejo, dos quatro aeroportos do Continente um fica a norte do Douro (Pedras Rubras) e os outros três a sul do Tejo (Alcochete, Beja e Faro), sem que a vasta região de entre Douro e Tejo usufrua de alguma infra-estrutura aeroportuária. Excluída obviamente a hipótese de um novo aeroporto de raiz, o co-aproveitamento civil de Monte Real, que tem boas condições aeronáuticas, pode revelar-se uma solução realista para as necessidades de um aeroporto regional.
[Publicado por Vital Moreira]

Alguém que ponha cobro a tanto disparate!

sábado, junho 14, 2008

Arre gaita!

Lá numa coisa que diz Arre que é de mais! - Direito à Indignação, não há qq direito, ou qq indignação está permitida (?), nem sequer um comentário às lapidares simplicidades que publica, à laia de exaltado pensador.

Quando não gosta do que lá se comenta, à boa maneira fascistoide corta, e na sequência, coloca-nos como SPAM!
Como já perdi o medo à censura, aqui fica a resposta à pergunta de retórica, mas maldizente, claro está:

"Não. Porque isto não é uma anarquia. É um Estado de direito e de direitos. Porque é uma democracia representativa.Não sabia?
Já ouviu falar em Constituição Portuguesa?
Vc referendou-a?
Ou a Monarquia espanhola foi referendada?
Ou a Coroa Inglesa?
Ou os 47% dos Irlandeses que disseram Sim, são cidadãos de segunda?"

Era uma vez um Referendo

Quando ontem aqui escrevi que o resultado na Irlanda tinha sido um rotundo Bush 1, Europa 0, estava a forçar a nota. Confesso. Era assim como a explicar-me a mim mesmo o facto dos irlandeses mostrarem uma grande incompreensão, mesmo ingratidão, para com os contribuintes europeus. O resto estava mais ao nível da adivinhação...
Também não sabia que a discussão ali travada tinha sido, não sobre o conteúdo do Tratado em apreço mas, élas!, sobre a "inevitabilidade da adopção da liberização do aborto" ou a "obrigatoriedade do ensino laico", estas sim, as questões que dividem o povo irlandês e que devidamente extremadas deram a vitória do Não, não ao Tratado que ninguém leu ou entendeu, mas sim às questões que foram envenenando o debate.
É verdade, os irlandeses foram "comidos": Atiraram ao que lhes mostraram e mataram o que não viam!
E porquê?
Tal como ontem profetizava este modesto escriba, a campanha foi montada e financiada por um tal Declan Ganley ( conhecem ?), multimilionário com uma lista de empresas e de contas bancárias, bem como de vastos recursos, diz hoje o DN pag. 3, ligados à CIA e demais Agências Secretas americanas, preocupadas claro está, não com o "aborto obrigatório" e a "educação católica", mas felizmente apenas, com a desconstrução europeia!
O DN acrescenta que se trata de uma personagem sinistra e que os dinheiros que financiaram o Não, vieram de fora da Irlanda!
Cada um que retire daqui as consequências, nomeadamente sobre as alianças e colagens que surgiram entre esta marioneta ao serviço dos interesses norte-americanos, e a esquerda irresponsável cá representada pelo PC/CGTP/BE, e objectivamente, de toda a direita trauliteira que entoam hinos ao isolacionismo e à desconstrução europeia! Mesmo que à custa de mentiras e de boatos retrógados e reccionários.
Os mesmos que juravam combater!
Pergunto-me com que cara é que estes partidos portugueses se apresentam em público para atacarem o PS e o Tratado de Lisboa, tendo por base um resultado financiado pela CIA e em que o Tratado de Lisboa não foi discutido nem avaliado, mas sim mistificado e misturado com questões religiosas, retrógradas e profundamente reccionárias?
E queriam eles impor cá um referendo!
Devia ser sobre a virgindade da Senhora de Fátima e sobre a obrigatoriedade do casamento gay !
Eles é que deviam ter sido enviados para o caixote do lixo da História, faz tempo !
E faz nojo !

sexta-feira, junho 13, 2008

Onde param os arautos do populismo oportunista?

Com a devida vénia, de O Canhoto,
"Há dois dias atrás sustentei aqui que (i) a crise dos combustíveis seria um potente revelador de tensões até agora ocultas e que, por isso mesmo, ela só poderia ter uma resolução aceitável se (ii) a concepção e a aplicação de medidas de fundo fosse separada da (iii) resolução das questões de forma, que obrigavam a repor a legalidade democrática.Nos últimos dias, os arautos do populismo bota-abaixista - quer da direita, quer do BE e do PCP - não tiveram uma palavra contra os desmandos e as flagrantes violações das liberdades que os media abundantemente nos mostraram.Jogando a fundo na oportunidade política criada pela crise genuína dos pequenos transportadores - que Ângelo Correia teve o cuidado de explicar na SIC Notícias que não eram nem de esquerda nem da CGTP - o CDS reclamou reduções de impostos, Santana Lopes e Manuela Ferreira Leite primaram pelo silêncio, e o BE e o PCP comprazeram-se, em plena situação de crise, em contribuir para a redução da governabilidade do país, tentando beneficiar, mesmo que marginalmente, do que poderia ter sido uma crise aguda e crescente do abastecimento público, com largas potencialidades desestruturadoras.Uma vez mais, quanto a sentido das responsabilidades e à primazia do bem público, estamos conversados: tivemos, do CDS, do PSD, do PCP e do BE, o que seria de esperar, isto é, nada que mereça respeito."
Inserido por António Dornelas ( ler mais )

Era uma vez um Tratado

Segundo tudo indica, o Tratado de Lisboa que tanto trabalho deu, que foi combatido, como se de um inimigo se tratasse, quer pela direita trauliteira como pela esquerda irresponsável e sonsa, está a ser enviado para o arquivo morto, antes mesmo de ter estado em vigor.
E está a ser enviado para o olvido da História por cerca de 2M de eleitores residentes numa ilha fria, religiosa, reaccionária, e húmida chamada Irlanda.
Por acaso, a mesma Ilha que tem vivido em clima de terrorismo religioso ( uma parte dela, é certo! ), nos últimos 2 séculos e onde uma boa parte do território é uma espécie de colónia do Reino Unido, num excelente exemplo do que podem os extremistas religiosos quando se associam a situações de cavalo de Troia do imperialismo americano.
Também por acaso, o Tratdo de Lisboa foi ali derrotado às mãos de menos de 50% dos eleitores, mas devidamente industriados por toda a direita reaccionária e extremista gostosamente financiada pelo mais rico milionário irlandês. Assim, um McCberlusconi.
E basta dar uma volta pela blogosfera portuguesa e pelos jornais on-line, que representam a direita, para confirmarmos a alegria deles por mais esta derrota da Europa.
Digamos que hoje o resultado foi Bush-1, Europa -0
O que me continua a pasmar é como uma certa esquerda que há muito abandonou o raciocínio, e hoje se rege pelo ódio à Rússia e pelo quanto pior, melhor, ainda continua a apoiar objectivamente aqueles que como o governo da Polónia, do UK, da Roménia, da Eslováquia, da Rep. Checa, da Hungria se empenham em servir de cavalos de Troia do imperialismo, a impedir a união da Europa e a afrontar militarmente a Rússia e os seus aliados.
Sem atender aos interesses económicos da Europa, até no aspecto mais do que evidente, da crise energética mundial e da sua dependência.
A paz mundial tem necessidade duma Europa forte e unida.
A sua divisão e continuada fraqueza serve os seus inimigos e as aventuras militares.
Os think-tanks fizeram o seu trabalho!
Os nacionalismos estreitos e reaças servem sempre os mesmos donos.
Aos simples e desvalidos da sorte, resta pouca esperança em melhores dias.

Eu andava desconfiado de tanta organização

O Miguel Abrantes do http://corporacoes.blogspot.com/ dá-nos uma nova visão sobre os arruaceiros e ficamos todos informados sobre a consistência das posições da esquerda irresponsável e da direita trauliteira nesta questão dos camioneiros arruaças:



"Hoje, percebe-se melhor a posição vergonhosa assumida pelo PSD no lock-out das transportadoras. O líder dos empresários da camionagem — que cortaram estradas, incendiaram camiões, intimidaram motoristas, etc. — é um militante activo do PSD… que nem sequer está ligado ao sector do transporte de mercadorias. Veja-se o curriculum de António Lóios, porta-voz da comissão de camionistas:
• “Lóios entrou para o Partido Social-Democrata logo em 1974. Primeiro como 'jota' e depois como um dos seus militantes mais activos.”•


“Licenciou-se em engenharia informática e seguiu as tradicionais etapas de ascensão partidária.”

• “Foi vereador da Câmara Municipal de Arraiolos (de onde a sua família é natural) pelo PSD na década de 90”.

• “Foi membro da direcção do PSD de Évora.” • “(...) recentemente, fez parte da comissão de honra da candidatura de Fernando Negrão à presidência da câmara de Lisboa – onde ele próprio se candidatou a presidente da Junta de Freguesia de São Nicolau. Sem sucesso.”

• “No último mês, foi o director de campanha de Mário Patinha Antão nas eleições internas do partido.”

• “O engenheiro não é, nem nunca foi, camionista ou possuiu qualquer empresa nesta área.”

• “Nos últimos anos, Lóios tem trabalhado como representante português de um grupo espanhol que vende produtos lubrificantes para camiões, o que lhe permitiu entrar no meio e travar amizade com dezenas de camionistas e transportadores – que acabaram por lhe reconhecer legitimidade para os representar junto do ministro das Obras Públicas Transportes e Comunicações, Mário Lino, com quem voltou a estar reunido hoje de tarde.”



E agora pergunto se a premeditação de crimes e a organização de quadrilhas de arruaceiros não é crime? E não deve ser severamente punido? Ou os Tribunais e Ministério Público também foram envolvidos na organização?

Pero que las hay, las hay !

Hoje, sexta 13, vamos tomar conhecimento de dois factos da maior importância para as nossas vidas e que, lamentavelmente, nem controlamos...
Vai saber-se a decisão dos irlandeses no referendo sobre o Tratado de Lisboa
...e a UEFA pronuncia-se sobre a punição a aplicar ao F. C. do Porto !
E, não acreditando em coincidências, ele há dias do caraças!

quinta-feira, junho 12, 2008

É pena que não percebam

Basta uma volta pela blogosfera para contactar com a maior zanga, despeito e inveja provocados pelo acordo obtido com os pequenos camionistas que efectuaram os bloqueios mais gravosos.
Ressalta nesses invejosos e desatinados irresponsáveis, toda a sorte de "argumentos", desde as cedências do governo até às queixas relativas à falta de porrada nos arruaceiros. De facto, são arruaceiros e comportam-se como tal. Mas isso não justifica uma acção violenta do Governo cuja principal função deve ser antes de tudo tentar manter a paz social e evitar maiores danos à economia.
Tal não entendem os mais assanhados representantes da reacção. Compreende-se.
Mas o que mais me preocupa é que pessoas como Vital Moreira continue a lamentar essa não repressão e a falta de violência do Estado, sem atender aos benefícios de recolocar a economia em marcha, com custos muito inferiores à manutenção da situação, ou, o que seria irresponsavelmente pior, se partisse para a repressão violenta sobre mais de 3000 empresários e cerca de 7000 amotinados, cujo nível de entendimento das elementares regras da economia é manifestamente deficiente.
Isto sem falar sobre as imensas consequências sobre toda a economia, caso se efectuassem acções para -militares em larga escala !
Nem preciso de citar Paulo Portas que ali está na RTP, furioso e doentio, a verberar a falta de porrada nos camionistas...
Vital Moreira tem de se retratar desta sua posição de classe!

Enorme Vitória

Ainda não é desta que vou escrever sobre futebol ou a participação da selecção nacional no 2008.
Nada disso.
Quero é assinalar a enorme vitória obtida pelo governo nesta crise dos transportes.
A estratégia conduzida pelo governo, a enorme paciência de que deu mostras, a racionalidade das suas propostas, e sobretudo, o facto de que não teve que recorrer a medidas extremas ou à repressão policial tão amplamente sonhada e pedida por muitos sectores, permitiu uma assinalável, uma enorme vitória que vai constituir um marco na governação com valores e com sensibilidade social.
Foi a vitória da democracia sobre a arruaça.
Tudo ao contrário do desejo dos que, repetidamente, sonharam com escorregadelas repressivas e ou soluções fáceis ao nível da desorçamentação das Contas Públicas e do abandono dos princípios de gestão da coisa pública.
Foi a salvaguarda dos esforços dos portugueses para manterem uma linha de rumo racional.
Finalmente foi gigantesco o contributo que estas atitudes deram para a definição de medidas sociais na Europa e, vejam lá, para o ganho do Sim na Irlanda: É que as imagens da repressão violenta quer em França, quer em Espanha, desgastam a confiança nesta Europa que todos os dias se constroi. Hoje, na Irlanda com o Tratado de Lisboa. Era bom que ganhasse o Sim e o Não fosse derrotado, lá como cá, por KO.

quarta-feira, junho 11, 2008

Mas que raça !



Seria esta a tal raça . . .?

Se era, tá tudo bem !

A chantagem vai subir de tom

"CAP quer gasóleo profissional ao preço de Espanha
Agricultores admitem associar-se ao protesto dos camionistas
11.06.2008 - 12h22 Lusa
A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) admitiu hoje que o sector "possa vir a manifestar-se publicamente", em protesto conjunto com os camionistas, disse hoje à agência Lusa o seu presidente, João Machado.Os agricultores "reivindicam exactamente o mesmo que os camionistas, gasóleo profissional ao preço de Espanha", e custos "mais baixos para os factores de produção", explicou João Machado. A decisão de protesto dos agricultores ainda não está tomada, depende das resoluções saídas hoje do encontro entre o Governo e os representantes dos transportadores pesados de mercadorias, disse o presidente da CAP. A decisão de protesto será tomada dentro de poucos dias, conforme as soluções apontadas pelo Governo para resolver o problema dos elevados custos de produção, nomeadamente o preço do gasóleo, afirmou o representante da CAP. Neste momento, é ainda prematuro tomar qualquer decisão, mas "os agricultores estão solidários com os camionistas", revelou João Machado

Acho que está tudo dito ! Os responsáveis pela Lei e pela Ordem que actuem e se deixem de conversas com quem quer acabar com o Estado.

Mais um pouco e chegamos lá

Há muito que a esquerda irresponsável tem suspirado sempre por mais conquistas e pelo seu aprofundamento, seja isso o que for...
Temos tido de tudo.
Ele foram as ocupações de fábrica e de terras e respectivas desocupações,
Ele eram as nacionalizações e, de seguida as privatizações,
Ele foram governos de esquerda que tudo privatizaram e depois perderam para a direita, para a Igreja e para a História,
Mais recentemente, as medidas do PS para garantir algum futuro aos portugueses e, logo a seguir, as manifs de rua da CGTP/PC/BE, os insultos e a exigência doutra política,
Já tivemos o lock-out dos armadores do pescado e respectiva desmobilização com lágrimas e prantos daquelas mesmas entidades,
Agora temos o País em pé-de-guerra, tomado de assalto não pelo proletariado, mas por piquetes que exigem a paralização do País, e que colocados estrategicamente, têm conseguido paralizar o tráfego de pesados ,
Também há já alguns mortos e feridos, alguns camions apedrejados e até queimados...
Já tivemos muitos conselhos ao governo para que seja compreensivo, justo e comedido ( o que quer que isso seja) mas a crise dos combustáveis a alastrar como azeite por essa Europa fora,
Aqui chegados, quando as estradas estão cortadas por piquetes em auto-gestão, quando a gasolina está a acabar, o gasóleo já acabou, certos produtos só podem viajar no País em coluna policial, quando o leite vai ser deitado fora, as padarias encerram por falta de farinha, os supers estão a ficar vazios e o tal peixe vai apodrecer nas lotas,
Ontem, um membro de um piquete, explicava em directo na RTP quais os produtos e em que condições ele e os outros arruaceiros tinham decidido deixar passar. Era a lei a ser feita em directo, das ruas! O sonho de qq esquerdalho arrebenta, mas levado à prática não pelo proletariado, mas pelo patronato dos transportes...
Mais um esforço e chegamos mesmo ao socialismo!
Isto está a ficar tão parecido com Cuba!
Mais um pouco e chegamos lá. Já não era sem tempo !
Tenho dúvidas é que seja este 1º Ministro, diariamente apupado por apupadores profissionais da CGTP/PC/BE, quem deva proclamar estas novas conquistas...

terça-feira, junho 10, 2008

Ironias da luta de classes, in O Jumento

Subscrevo e aplaudo a mãos ambas! :



"IRONIAS DA LUTA DE CLASSES
Não deixa de ser irónico que ao fim de mais de dois anos com o PCP a tentar promover conflitos sociais sejam os pescadores e os camionistas que, fugindo ao controlo do "partido do proletariado" tenham protagonizado os conflitos mais graves vividos nos últimos anos, senão mesmo na última década. Ainda por cima, em vez de os trabalhadores serem liderados pela "vanguarda do proletariado" são conduzidos pelos patrões, com os quais são solidários e cujos lucros defendem como condição para a sua sobrevivência.
Não sei como é que o PCP vai classificar esta situação, depois de quebrar o seu silêncio envergonhado, muito provavelmente vai concluir que estas lutas só confirma o leninismo, que são os operários e não os camionistas ou os pescadores os líderes do proletariado. Depois de terem engolido o facto de o único país comunista que não dá sinais de queda ter resultado de uma revolução conduzida por camponeses e de assistirem ao seu progresso graças a uma nova forma de capitalismo, o PCP vai ter que engolir em seco com esta derrota ideológica na sua própria terra. Enfim, as revoluções já não são o que eram.


http://www.jumento.blogspot.com/


e acrescento: Já não vêm com instruções para usar, nem com garantia de satisfação do cliente...

Oh da guarda !

Eu não disse que a direita e a esquerda iam implorar que o PS e o governo impusessem a ordem?

No Abrupto, o JPP revolta-se, e exige bordoada:

"Está toda a gente a fazer de conta, a começar pelo governo, que não existe hoje um grave problema de ordem pública em Portugal. Tudo na paralisação das empresas de camionagem é ilegal e ninguém quer saber. Impedir a circulação e bloquear estradas é ilegal, organizar piquetes que impedem com violência os camiões de passar é ilegal, e tudo isto é feito diante dos olhos dos agentes da GNR que passivamente assistem não se sabe bem para quê. Presumo que terão instruções para não prenderem ninguém, para não irem ver de onde vieram as pedradas, para garantir a passagem de quem quer passar e são bastantes os que o desejam fazer. Eu sei que no governo estão os que foram para a Ponte 25 de Abril incitar ao bloqueio e participar nele, mas deixar que o império da força se instale nas ruas e estradas paga-se muito caro. Os sinais que estão a ser dados são todos de fraqueza do estado e da lei."

Directamente da presidente do PSD vem esta pérola:

"PSD pede ao Governo que seja sensível e procure entendimento com sector transportes
O PSD apelou hoje ao Governo para que seja sensível às dificuldades do sector dos transportes e procure chegar a um acordo que minimize os efeitos do aumento dos preços dos combustíveis, que levou à paralisação de milhares de camionistas no país desde esta madrugada.
O deputado social-democrata Jorge Costa fez, “em nome da presidente do PSD”, Manuela Ferreira Leite, “um apelo ao Governo para que seja sensível às dificuldades do sector e abandone uma atitude mais arrogante, mais sobranceira, de assobiar para o ar”. ( in Blasfémias)




ou, do Rodrigo Moita de Deus, do 31 da Armada estoutra:

"nostalgia
- é estranho ver estas guerras entre camionistas e governo sem encontrar os irmãos Pinto.
publicado por Rodrigo Moita de Deus "

e ainda, do Tomar Partido, ganhamos esta:

"A DEMISSÃO DO ESTADO
Depois das repetidas violações da lei a que o país, atónito, tem assistido nos últimos dias, que culminaram no bloqueio do camionistão, acaba de acontecer o que ninguém queria, mas muitos ajudaram a provocar. Um homem que participava no piquete de camionistas em protesto contra o aumento dos combustíveis na zona de Zibreira, concelho de Alcanena, foi hoje atropelado mortalmente por um camião que tentava furar o bloqueio. O Governo, onde pontificam apoiantes e activistas do bloqueio da ponte nos dias de agonia do cavaquismo, demitiu-se de garantir a ordem pública. O resultado aí está."

Já se esqueceram das manifs arruaceiras organizadas pela CGTP ( esquerda e direita, tudo junto, contra as reformas do governo) ????
Pois ainda hoje foram a Viana soltar uns insultos à passagem do 1º Ministro que trabalha para eles, dias santos e feriados!
Pode ser que um dia percebam. Tenho as minhas dúvidas, dado o carácter dos envolvidos...
O que todos querem é mesmo a revanche do buzinão da ponte quando do Cavaco !
O interesse dos portugueses? de Portugal? O que é isso? uma raça?




segunda-feira, junho 09, 2008

? DIA DA RAÇA ?

Cavaco Silva tem-nos mimoseado ao longo seu mandato com um fartote de conselhos retirados do baú dos lugares comuns e das banalidades bíblicas.
Hoje, ao meio do nada que tinha para dizer sobre a crise profunda que atinge a nossa frágil economia, e como prova da sua pouquíssima cultura democrática - de que muitos de nós andávamos saudosos - veio acordar-nos da pior maneira:
- Hoje não falo senão de amanhã, o Dia da Raça
A frase em si é já um bico-de-obra. A construção da ideia já releva do muito que podemos esperar do seu arguto raciocínio.
Agora, a alembradura, ao melhor estilo de acto-falhado, referindo o Dia de Portugal como o Dia da Raça (do Fascismo e do Colonialismo ) sublinha toda a falta de sensibilidade que possui para o desempenho daquelas funções e a completa ausência de passado de luta anti-fascista e democrática, que sabíamos ele não ter, é certo, mas esperávamos que disfarçasse!
Digamos que está à altura das suas tradições governativas como 1º Ministro...do PSD!