terça-feira, maio 17, 2011

O memorando do Entendimento...em Português...

Afinal as tvs desconhecem aquilo que já está publicado há muito ? E não são capazes de fazer uma tradução de Inglês? Mesmo usando um software de tradução...?
Ora vejam lá este link:
http://tretas.org/moin_static/aventar/memorando_troika-pt_PT.pdf

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Quando se trata de salvar a honra do "seu" convento, servelhe qq argumento.

Meu caro, a tradução não é oficial, nem os tradutores garatem a sua fiabilidade. Transcrevo-lhe a parte inicial do documento para o qual me remeteu. A tradução oficial, ninguém a deu:

Este documento tenta ser uma tradução fiel ao chamado Memorando da Troika, tornado público,
em inglês, no dia 4 de Maio de 2011 por vários jornais. Infelizmente apenas foi disponibilizada
uma versão em inglês. Os pormenores foram sendo regurgitados pela comunicação social, pelos
spin doctors e demais suspeitos do costume.
Nenhuma destas entidades entendeu que os cidadãos do país deveriam ter acesso a 100% do
documento sem nenhum tipo de interpretação feita à priori .
No Aventar não pensamos assim e por isso chamámos a nós a tarefa de fazermos a tradução na
integra do documento, leitura obrigatória para qualquer português que se preocupe minimamente
com o que o rodeia e com o que vai acontecer nos próximos 3 anos em Portugal. É especialmente
importante para as pessoas que pensam por elas mesmas e rejeitam ser conduzidas pela
comunicação social e pelos políticos.
Como o trabalho foi feito o mais depressa possível, e por amadores...

Sublinho: AMADORES

MFerrer disse...

Olha o Rogério a disparar a esmo!:
"Quando se trata de salvar a honra do "seu" convento, servelhe qq argumento."
Olhe lá, isso é comigo?
Qual convento?
Parece que o que diz surge como a defesa da CS que eu, malvadamnte pus em causa...
O resto que escrevi foi que, em vez d elamúrias, metessem a mão na massa e fizessem algum serviço público.As suas insinuações sobre quem devia ter traduzido e quem manipuka a opinião pública são no mínimo umna coisa sem sentido: Ou o Estado fornece tudo e é um controlador nato, ou o Estado deixa as coisas como elas sãoe devia ter mandado fazer uma tradução para o Zé Povinho que, claro, nem dorme, nem vai de férias para o Brasil, nem compra automóveis e télélés, nem nada..., preocupado que está com o que andam a tramar nas suas costas, os malandros!
Rogério, tenha calma! Aquilo não passa de um Memorando de Entendimento e, quem vai ter de explicar mesmo!, as medidas ao povo não é o FMI, nem a UE...são mesmo os Partidos, essa grande chatice da democracia, não é?
Apareça mais vezes.