quinta-feira, julho 28, 2005

Mais uma pérola para o meu rosário

David Galbraith faz o favor de nos ensinar : ( Com tradução minha e quase livre. Desculpem)

COMO DEBATER COM UM CRIACIONISTA SEM SE FICAR CHATEADO
O problema de argumentar com um Criacionista ou equiparados é que primeiro não vale a pena e segundo, nem divertido é. Quem é que gostaria de se chatear lendo 5 páginas de um debate inútil? Se alguém persistir em manter uma posição e a defendê-la em termos quase científicos, apesar da evidência dos argumentos em contrário, então, parece, que não há argumento racional que o faça mudar de ideias. Melhor será contraditá-lo na sua irracionalidade partindo do mesmo ponto de vista.

Para conseguir isto, acerca da evolução, inventei a noção do Darwinismo Espiritual, um desafio espiritual ao Criacionismo tal como o Desenho Inteligente(?) constitui um desafio ao Darwinismo. Assim você pode usar as técnicas do debate religioso:

Criacionista: Blah, blah, blah... – durante horas
Darwinista Espiritual : Você está enganado
Criacionista : Então prove-o
Darwinista Espiritual: Deus falou-me e disse-me que você estava enganado.
Criacionista: Não , não falou
Darwinista Espiritual : Você não está a respeitar a minha fé – e você está enganado – E muita sorte a sua que hoje em dia os Darwinistas Espirituais já não queimam os hereges

Delicioso, não acharam?

8 comentários:

vdf disse...

É. Mas muito pior é o que se passou hoje na Assembleia.
Os senhores funcionários públicos e os senhores polícias encheram as galerias. Tudo bem. Depois da votação, manifestaram-se contra a aprovação das leis que eles não gostam. Tudo bem. Mas as frases utilizadas para se manifestarem é que me deixa perplexo:
Ladrões ! Afinal, quem rouba quem ?
Fascistas ! Só devem ter ouvido falar e esqueceram-se muito rapidamente o que isso significa. Se tivessem provado, teriam mais tento na língua.
E o PSD que, primeiro, só aceitava a redução do tempo funções para os autarcas, ficando de fora os cargos de 1º-ministro e de presidente das regiões autónomas, o que obrigou o PS a divir a sua proposta em duas para que, pelo menos, uma delas passasse, veio agora dar o dito por não dito: sim senhor, mas os actuais autarcas não são imediatamente abrangidos. Afinal o PSD é reformista ou é oquê ? Merda para esses gajos.

MF disse...

Andas a ficar um bocadinho impaciente ou é impressão minha?
Olha-me essa pressão!
Mas está tudo certo! A única coisa que falta é uma maioria qualificada de, para aí 85% e tu ias ver como aqueles que clamavam hoje mais os da actual oposição, metiam as violas no saco.
Isto é muito difícil de governar e a democracia não é regime adaptável a analfabetos. Devia haver uma lei a considerar isto um País em via de desaparecimento e fazer um intervalo na democraciazinha. Já estivemos mais lonje!

Anónimo disse...

Queria era vê-los no tempo do fascismo "real".
Mas se noutro dia até ouvi dizer na TV que no tempo do Salazar não havia estes incêndios. "Ah Salazar, Salazar, estás cá a fazer muita falta!" E eu concordo: com ele, ao menos não tínhamos que ouvir tais dislates, que não se atreviam a abrir a boca. "Pora"!

Carlos Esperança disse...

Transcrevi o diálogo no «Porco latino» http://porcolatino.blogspot.com/

O delicioso diálogo. Bem apanhado.

LN disse...

delicioso, sim. Vou levar....
para o meu canto.

Jacqueline Medeiros disse...

Sensacional a sua idéia para "combater" os criacionistas e outros personagens do gênero. Fazendo experimentarem seu próprio remédio. beijos

MF disse...

Aqui entre nós Jacqueline, obrigado pela visita e pelo comentário. Estou de regresso de férias e é gostoso encontrá-la por cá!
Abraço
Manuel

Ana disse...

Olá.
Se há coisa que me tira do sério é um Criacionista :( Já pensei martelar-lhes as ideias na cabeça mas acho que nem assim... Da próxima vez que me passar um pela frente vou aplicar este método, pode ser que o confunda.
Um abraço e boa 'blogagem'.