segunda-feira, julho 25, 2005

A matemática e as probabilidades

O lado favorável da matemática é quando nos anima. Nos conforta.
Realmente não é sempre assim. Mas se nos pusermos a matutar, mesmo sem algoritmo, temos que chegar à mesma conclusão. Ao mesmo resultado, diferente de zero!
Consideremos as incógnitas ( posso assegurar que é a primeiríssima vez que assim são chamados!), AJJardim, Paulo Portas, Marques Mendes, Rui Rio, o Sr. Lopes, Isaltino, o Sr. Loureiro, Cavaco Silva, o Durão, a D. Fátima, o Sr. Delgado, Marcelo RS, a bancada do PP.
E agora um bocadinho de matemática:
Qual probabilidade de tais incógnitas voltarem a estar presentes e activas, sobre a superfície da Terra, nos próximos, digamos, 13.450 anos?
Mesmo considerando que temos um factor de azar nacional de -1 elevado a n ?
Ficaram ou não mais confortados?

1 comentário:

SAF disse...

Fiquei muito mais descansado... tenho pena de não hibernar durante, digamos, 13.450 anos :-|