quinta-feira, julho 14, 2005

O que farás quando...

O teu irmão estiver injustamente preso?
O teu pai for humilhado e torturado fisica e mentalmente?
A tua família for ameaçada de morte?
Alguns dos teus familiares tiverem sido levados de suas casas para parte incerta?
Quando não derem notícias?
Quando fores sabendo pelos jornais do inimigo que todos os prisioneiros nas suas mãos, são regularmente sujeitos a torturas com carácter degradante?
E se souberes que a tua própria religião está ser usada como meio para aumentar os efeitos da tortura?
E, caso sejas apenas um cidadão do mundo em busca de mais justiça, como aceitar que os teus próprios aliados tenham desenvolvido e feito renascer as melhores técnicas de aviltamento da pessoa humana, e calmamente continuem a publicar as suas bestialidades tornando-as lugares comuns?
Quanto tempo deves esperar para veres estes mesmos "métodos" serem aplicados a outros detidos, de todas as nacinalidades, credo religioso ou cor de pele?
Ou devemos começar a usar um colorímetro da pele e uma base de ADN para, conjugadamente, sabermos o que nos espera em caso de sermos um dia presos? Ou um nosso familiar?
O código Penal deve ser dividido por cores, por continentes, por credos religiosos?
Digam lá se estes são os tais valores que devemos defender e de que falam Blair e Bush.
Eles repetem que vão ganhar.
Com estes métodos, o mais provável é estarmos a ser enganados e todos irmos perder.
A paz é um assunto demasiado sério para ser deixado em certas mãos...
Vale a pena ler o texto abaixo e "think about":
http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2005/07/13/AR2005071302380.html?referrer=email

5 comentários:

VDF disse...

Nada justifica um crime.
Nada. Nem mesmo outro(s) crime(s).

isabel disse...

MF, o prometido é devido. Não à noite, em casa, mas logo de manhãzinha, para aproveitar o fresquinho e começar bem o último dia de trabalho antes das férias.

Dizia, lá em casa,no dia dos atentados de Londres que é tão fácil atear fogos...e constatatva como a actuação do "Ocidente" encaixa perfeitamente no papel de acendalha...
Gostei muito da visita e gostei muito da tua frase: "A paz é um assunto demasiado sério para ser deixado em certas mãos..."

Até logo.

MF disse...

Realmente VDF não sei onde é que condenou os tais crimes que pelo que diz "não justificam agora estes outros". Condenou-os?
Há-de me dizer onde ff.
Depois, o que fiz não foi justificar, foi explicar as motivações. Ou julgará que não há motivações para tais violências?

Anónimo disse...

Para VDF
"Onde estavas no 25 de Abril"?
Perdoe o tratamento por tu, mas a frase é histórica, o que permite certas liberdades. É assim como quando se diz a Deus: "Porque me abandonaste?"
Hasta la vista!

Anónimo disse...

MF:
Chegou o tempo em que ninguém tem razão.

H. la v.