segunda-feira, agosto 01, 2011

Afinal a ágvogue das patacas é aqui na Magquês de Tomag...





Rosário Coimbra:
"Dois mil e quinhentos milhões de euros depois, o Estado vende o BPN ao BIC em condições verdadeiramente únicas: reserva para si a obrigação de capitalizar o banco antes da operação em quinhentos milhões de euros e assegura as indemnizações aos cerca de cinquenta por cento dos trabalhadores do banco, que o BIC quer despachar. Tudo isto... tem como contrapartida a astronómica quantia de quarenta milhões de euros.
Ciente de que, contrariamente ao que qualquer alminha inocente imaginaria, nem ele nem os angolanos desembolsarão sequer um cêntimo para comprar o BPN, Miga Amagal não tem qualquer dúvida de que fez um negócio pgodigioso. Eu também não."

2 comentários:

Miguel Loureiro disse...

Vou fazer link para as 1H30. Obrigado

MFerrer disse...

Eu é que agradeço a visita.
Não é por nada mas o meu caro Amigo já deve ter percebido que há uma ormetá, um código de silêncio um acastelamento de cada "intelectual" da nossa praça - entre os que têm blogs - e que os impede de deixar traço de qualquer eventual visita que façam a um outro blog de gente de segunda, assim do meu tipo, que não exibo os tais canudos, tenha-os ou não!
Somos um povo muito cagão e deformado por séculos de segregações as mais variadas.
Há quem se vanglorie dos livros que leu como se de edições pessoais se tratassem...e os outros mortais nunca tivessem lido, ou feito, coisa alguma.
E vai-se a ver...aquilo que escrevem e pensam, nem é muito abonatório ou sirva para alguma coisa além do lustro que dão uns aos outros...
Se formos a um blog americano os professores universitários de grande curriculae discutem economia com qq pessoa e o mesmo se passa com os grande economistas. Aqui em Portugal, cadê?
Onde estão essas luminárias? e, se descem ao terreno da turba-multa não permitem comentários...Não descem ao nível da populaça que desprezam, nem permitem aproximações indesejáveis aos seus castelos de marfim...
Estamos a usar uma ferramenta do sec XX com a mentalidade dos coroneis do sertão!
Desculpe o desabafo!