terça-feira, julho 13, 2010

Não é que Cavaco Silva descobriu o óbvio?


Na sua imensa sabedoria, de quando em vez, escorrega-lhe o pé para o óbvio e para o inútil:
Quando as Agências de rating nem se entendem entre elas sobre a situação da dívida portuguesa, o que é que Cavaco diz?
- Que só pede emprestado quem precisa.
- Que se um dia deixarmos de o fazer as Agências já não terão o que dizer nem o que comentar... - Daqui resultam duas coisas:
A) Que ele Cavaco, sabe como é que o País deixa de precisar de financiamento, e que o Governo nada percebe do assunto.
B) Que em países como os EUA, a Inglaterra, a França, a Alemanha, a Espanha, a Itália ...não passam de ignorantes que continuam a pedir emprestado e a emitir dívida pública, os imbecis!
Que lástima, não ter aplicado os seus vastíssimos conhecimentos, ao governo do País, quando foi um dos grandes causadores do actual monstro da despesa pública!

Entretanto o BP corrige em alta o crescimento do nosso PIB para o corrente ano...

3 comentários:

Planetas - Bruno disse...

Elementar caro Watson...

Rogério Pereira disse...

Vim aqui, atraído pelo titulo do seu post...
Encontrei um texto diferente do que esperava. Afinal V. admira as qualidades de quem evoluiu e apenas lamenta que, há uns anos atrás, o homem não tenha aplicado os seus conhecimentos. Isto dito sem uma linguagem intensamente mordaz, até parece que insinua que o Paul Krugman não percebe nada da realidade europeia...

Abraço,
(apareça, não o tenho visto...)

MFerrer disse...

Planetas,
Estamos de acordo. O homem é perigosamente previsível e apenas focado na sua reeleição.
acrescentemos a muita arrogância e temos um sábio que "até tem livros publicados"...
Presunção e égua benta...

Rogério Pereira,
Mas vc tem alguma dúvida de que eu escolho os disparates do Krugman à acertividade de Cavaco?
Olhe que, como pode constatar, o seu Conversa Avinagrada, continua a aqui ao lado e entre os de Bombordo...
Cumps.