quarta-feira, maio 07, 2008

She had a dream !

A professora que aspira a que "a educação volte a ter o brilho e encanto dos anos 80, que suspira que lhe seja devolvida a dignidade roubada e que sonha integrar aquilo a que chama o Clube das Novas Oportunidades", deverá estar a referir-se ao sistema educativo que viu a luz com a Lei de Bases de 1986;
Estas professoras que se dizem preocupadas – aos quatro ventos -com a qualidade do ensino, são ainda pior do que aqueles que frontalmente estão contra tudo:
Afirmam que o sistema educacional, hoje não tem qualidade". Referem-se ao período do experimentalismo pedagógico, sem avaliação, que vigorou de 1974 a 1986?
Ou falam do tempo do ensino liceal apenas para uma minoria nos tempos da ditadura?
Quando é que se perdeu a tal dignidade?
Terá sido com a substituição de Hermano Saraiva por Veiga Simão ou foi o Ministro Galvão Teles?
Ou a culpada é a democracia e o alargamento da escolaridade obrigatória no tempo da primeira maioria absoluta de Cavaco Silva?
Ou a brilhante dignidade foi-lhes roubada quando recusam as aulas de substituição?, a escola a tempo inteiro?, as aulas de 90 minuto?, ou as escolas com mais de dez alunos?, o Estatuto do Aluno?, ou o da Carreira Docente?, quando insultam os seus superiores?, ou organizam arruaças de crianças de 10 ou 12 anos?
Quando aceitam ser enredados pelo PC/CGTP/FENPROF que apenas desejam continuar os seus privilégios sindicais e os utilizam como argumento contra o Governo democraticamente eleito por maioria dos portugueses?
Terá sido quando tiveram de cumprir horários, ou justificar as suas faltas ?
Era bom que a par das preocupações sobre a pedagogia e dos alardes sobre teorizações, mostrassem, na prática e sem lamechices um verdadeiro empenho na aplicação das medidas que este Ministério de MLR tão devotadamente vai implementando.
Era tempo de perceberem que este Ministério permite que as escolas sejam de facto autónomas e definam um trajecto próprio para si e para os seus alunos. E que vai levar a cabo a efectiva ligação da escola à comunidade e aos Municípios, como por esse mundo civilizado se faz há muito.
Excelente a entrevista de ontem na 4. Maria de Lurdes Rodrigues esteve a um nível a que não estamos habituados a ver os nossos políticos. Esteve clara e determinada, sem choradinhos ou acomodações. Ela tem um rumo e vai segui-lo, contra ventos e marés!
Temos Ministra ! She has a Dream !

1 comentário:

AL disse...

MFerrer é daqueles que apoia a ideia de que os professore até aqui não eram avaliados e, como tal, agora é que vai ser e se vai acabar com isto de progredirem todos, independentemente de serem bons ou maus professores! Ou seja, MFerrer apoia a progressão baseada no mérito.

O mesmo MFerrer apoia a Ministra quando ela defende que os alunos devem passar todos quer sejam bons ou maus alunos. A "excelente entrevista da Ministra ontem na 4" é a entrevista onde fica no ar a possibilidade de as retenções até virem a desaparecer no ensino básico.

No fundo MFerrer ora apoia a diferenciação pelo mérito, ora aplaude o injusto nivelamento marxista que defende que todos somos iguais e como tal isso do esforço não serve para nada.

MFerrer poderia explicar como reagirá um adolescente que sabe que, quer se esforce ou não, irá progredir como todos os outros. Certamente que isso o motivará para fazer o sacrifício de passar horas e horas a estudar (e falo em sacrifício porque, de facto, estudar custa, exige disciplina, força de vontade)!

MFerrer, definitivamente, ainda não se definiu e por isso ai mudando de opinião como se determinados princípios só se apliquem a um grupo e outros princípios se paliquem a outro grupo (como já lhe disse noutro lado, tem uma visão muito medievalista da sociedade, com grupos privilegiados... coisa que não foi capaz de me desmentir num outro blog)