quinta-feira, maio 27, 2010

Pacheco, el bombista "desperado", ou as burguesisses triviais

Sendo as bombas o principal argumento dos "desperados", não podemos deixar de admirar quem leva o ódio às suas ultimas consequências.
Isto a propósito de um destacadíssimo membro da Comissão de Inquérito da AR sobre "se-o-1º-ministro-mentiu", se recusar medianamente a aceitar as regras do próprio inquérito e as suas conclusões.

Engraçado que, por acaso, isto ocorre antes do conhecimento desse mesmo relatório final.

Isto é, Pacheco está "desperado" e, além da bomba que colocou na semana passada aos pés do Presidente da CI, parte para outro atentado.

Vai fazer ele mesmo um relatório alternativo baseado nas suas interpretações e nas suas suspeitas.

Já não se contenta em ser juiz em causa própria.

Quer praticar a justiça privada, mas sem correr os riscos do contraditório.

Essa trivialidade burguesa!

1 comentário:

picanochao disse...

ORA, ESSA HISTÓRIA DA COMISSÃO, FOI UM ESPECTÁCULO QUE O CALIFADO ENCENOU, ESTAVA-SE MESMO A VER QUE NÃO DAVA NADA... E DEPOIS O "ENGENHEIRO", CHAMOU O COELHO À TOCA, PROMETEU-LHE UMA FATIA NO BOLO DA P.T., E RAPIDAMENTE AS PERGUNTAS DA COMISSÃO ESFUMARAM-SE... ATENÇÃO QUE ELE ESTÁ NO BRASIL, COM A IDEIA FIXA DE VENDER... CERTAMENTE FOI TÃO LONGE PARA SE ENCONTRAR COM O PISTOLEIRO MEXICANO SLIM...