quinta-feira, novembro 20, 2008

Vale a pena lutar!

Pode parecer uma provocação e é-o, de facto.
A luta levada a cabo pela Ministra da Educação ao longo destes últimos dias, a sua capacidade para explicar, para argumentar, e para ao mesmo tempo lutar por uma Escola Pública mais forte e que melhor sirva os portugueses, não está ao alcance de qualquer um.
E muito menos de qualquer uma.
A sua fibra não desmerece dos seus objectivos
A duríssima prova que constituiram estes três últimos dias de trabalho sério e de serviço ao País só pode ser motivo de grande aplauso e do respeito dos portugueses.
E terminou a Grande Entrevista com a Judite de Sousa, que roçou um julgamento de um celerado, e terminou, dizendo que considera apenas que esta fase, esta luta, está longe de ter terminado. e que vale a pena lutar!
Vale a pena lutar quando se tem a certeza da própria honestidade e do caminho traçado, mesmo quando é estreito e está armadilhado.
Força, Srª Ministra, vai colher muitos apoios essa sua determinação e coragem!

7 comentários:

Planetas - Bruno disse...

Subscrevo!

Francisco Clamote disse...

Apaudo! Cumprimentos.

Ana disse...

Tem todas as qualidades inerentes a um "servidor" da causa pública, será uma grande perda nacional se a perdermos.

Diogo disse...

Grande MFerrer! Que grande ministra e que bonito post! E a pequena tem razão em quê, afinal?

Samuel disse...

Espero que ela não desista nem ceda mais. Como cidadão consciente deste País sentir-me-ei também derrotado, se tal acontecer.
Força e coragem, Sra. Ministra, que a razão está do seu lado.

MFerrer disse...

Diogo,
Aquela a quem chama "pequena" tem a razão, entre muitas outras, de evitar que se repita o erro de alguém como vc ter sido habilitado com qq curso, dado que como escreve, fica demonstrado que a educação lhe passou ao lado.
No dia dessa distribuição o Diogo faltou?
Devia ter pedido uma aula de substituição. Escusávamos de o ler agora.
Passe mal!
MFerrer

A. Moura Pinto disse...

Já agora..
“Portugal ocupa o oitavo lugar no ranking de um estudo europeu sobre a eficácia do ensino superior em 17 países da OCDE, que aconselha o país a aumentar a formação ao longo da vida e a atrair mais estudantes estrangeiros. O relatório Ranking de sistemas universitários: cidadãos e sociedade na era do conhecimento foi elaborado por três especialistas do Lisbon Council, um centro de estudos sobre assuntos europeus, em Bruxelas. Portugal “situa-se no meio da classificação global em todos os itens”, à frente de países como a França e a Alemanha.”

Uma notícia de primeira página? Querias. Um rectangulozinho no lado esquerdo de uma página par, a 18. Em 21-11-08. Sim, que a primeira página, quanto a ensino, continua arrendadada à Fenprof.