sexta-feira, setembro 30, 2005

AI O QUE ELES ANDAM A PEDIR!
ANDAM, ANDAM!

Pergunto-me o que passará pela cabeça do primeiro-ministro quando, de manhã, se encara ao espelho.

Passará :

Dizer aos juizes que não fazem qualquer falta e que em vez de 3 dias de greve o governo os manda de férias por, digamos, mais umas duas semanitas;

Informar os professores que exigem pagamento de horas extraordinárias para, dentro do seu horário de trabalho semanal, darem aulas de substituição no caso de outro professor faltar, dizer-lhes que só precisam de trabalhar 10h / semana e que serão todos aumentados 10%;

Garantir aos funcionários em regime especial de contagem de tempo para a reforma que, não há problema, todos poderão reformar-se aos 49 anos ( como o Santana Lopes!);

Empenhar-se junto da Ass. Nacional de Farmácias a liberar os preços de todos os medicamentos e passar a dar exclusivo de venda às farmácias de mais alguns produtos como sejam os sabonetes, os chás e cafés, os detergentes e as águas minerais.

Para as forças de segurança garantir-lhes de imediato a passagem à reforma e a sua integração numa empresa de segurança a quem fosse atribuida a função de cuidar de nós, com os respectivos aumentos de ordenados.

Às empresas que têm dívidas ao fisco, uma moratória de mais 10 anos e com possibilidades de recorrerem ainda a uma comissão arbitral a nomear pelo futuro governo.

Às empresas de construção civil que elas digam as obras que querem fazer, onde, quando e com que trabalhadores, de que nacionalidade, sem vínculo laboral ou segurança social e finalmente se precisam de receber já alguma cooisa adiantada, até digamos, aí uns 100% dos trabalhos!

Aos médicos que se deixem de generalidades e que receitem apenas medicamentos e exames complementares de qualidade reconhecida. De marca. Tipo Adidas e D&G, sei lá!

Aos enfermeiros seria garantido que só fariam três horas por dia, em dias alternados, para poderem descançar dos vários empregos particulares que têm;

Ao Marques Mendes que em vez de querer saber o que será o OGE 2006, o faça ele próprio! e já agora, o leve a Bruxelas, onde será muito aplaudido. Garanto-vos!

Proibir a seca, os incêndios e a condução com menos de 0,5g/Litro de sangue

E depois, bater-lhes com a porta na cara e regressar ao Kénia onde as coisas são vistas de frente!

Tenho cá uma impressão que é mesmo isto que, de manhã, lhe apetece fazer!


3 comentários:

vdf disse...

E aos "agricultores" ?
Esqueces-te da principal força motriz da Revolução Nacional.
Aliás, basta olhar para o bigode dele.

Todos os funcionários que nomeaste
dizem que fazem greve por lhes quererem tirar os seus "direitos adquiridos".

Mas quem realmente tem toda a razão para fazer greve são as centenas de milhares de desempregados a quem espoliaram de um direito constitucional: o direito ao trabalho.

Já agora diz-me: quem paga os vencimentos aos professores destacados nos vários sindicatos ?

MF disse...

Tás a ficar em baixo de forma, pa!
Só duas perguntas das mais fáceis!
1) Bom, os agricultores,anh, os agricultores, anh, QUAIS AGICULTORES? QUÉ QUELES CULTIVAM, PA?( a tua fixação com a aliança com estes gajos ainda te vai dar dores de cabeça!)

2) Bom, quanto aos professores essa é de caras: São os outros professores, tá-se mesmo a ver! Uns pagam os outros sindicam. Fazes cá cada pergunta, meu!
Abraço e vê lá essa educação na réplica!

Anónimo disse...

muito bom post.~

O que se vai sabendo da realidade deste País.

Eu que trabalho há perto de 40 anos, por conta de outrem, cumpri o serviço militar obrigatorio, comparando os meus direitos, com os da função publica e derivados, não me sinto portugues como eles, sinto-me um filho de uma puta, que tem uma balança nas mãos.