segunda-feira, setembro 19, 2005

Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és!

O nosso povo sabia disto.
Das companhias.
O PCP apoia o PSD para a Câmara Municipal do Porto.
Não sei já qem mais lamentar. Se o PCP que precisa de mais dioptrias ou o PSD que com este apoio vai sair mal na fotografia.

3 comentários:

Carlos Alberto disse...

1 - Em Santiago do Cacém coligaram-se com o PSD para não darem lugares de vereação ao PS que foi a 2ª força política mais votada, tendo ficado a apenas 500 votos deles!!!
É este o PCP que temos!

informação prestada por "os cães ladram e a caravana passa"


2 - Está aberto o leilão. Vereador Comunista, simpático, com espirito "colaborante" oferece os seus préstimos a quem der mais...

DN de 19.09.05 - Alfredo Teixeira

"PCP aceita aliar-se ao PSD e PP na Câmara do Porto

O candidato da CDU à Câmara do Porto afirmou ontem estar disponível para uma aliança pós-eleitoral quer com o PSD/CDS-PP, como actualmente acontece, quer com o PS. Rui Sá diz que "gostaria de ser presidente da autarquia e atribuir pelouros aos representantes das outras forças partidárias", mas no caso da vitória não ser da CDU mostra abertura para integrar executivos de outras forças partidárias."

Se fosse um vereador PS, numa gestão PCP, a coloborar com o PSD, o que a casta representante da superioridade moral comunista, já não teria dito.
Critérios
Força Jerónimo, aliado à direita vais longe, pá...

3 - A CDU em Sintra

"O PCP atascou-se nos acordos das empresas municipais lembrem isso às mulheres e aos homens de Esquerda".

matarbustos disse...

Caro Carlos Alberto: na mesma notícia pode-se ler:

o candidato comunista apresenta um conjunto de condições. "Que seja um pelouro de responsabilidade e importância, que sejam disponibilizados meios humanos, técnicos e financeiros e total independência", salientou Rui Sá, que não aceitaria um pelouro baseado no compromisso de votar a proposta A, B ou C favoravelmente. "Votaremos todas as propostas de acordo com o que é a nossa opinião", frisou.

Então? É assim tão grave? Quando muito pode ser difícil chegar a um acordo desses mas pessoalmente não me desagrada ver governos (regionais ou não) mais plurais (à partida), ainda para mais nestes moldes. Claro que não pode cheirar bem a um partidário do PS, mas mais isenção não ficava mal. Quanto a MF, lamenta, está no seu direito, nada opino.

Geosapiens disse...

...muito bom tanto o texto original, como o comentário...não retirando a legitimidade histórica...e sem anticomunismos primários...acho que descreve na realidade e limpidamente o que é o PCP...em Cascais...a posição é similar...preferem ter lá o PSD e apoiá-lo do que uma convergência de esquerda...veremos agora em Lisboa...se o cenário não se repete...