quarta-feira, novembro 09, 2005

Vénus Express na órbita de Vénus

-- Antecipação artística da Vénus Express próxima do seu objectivo

The concept for control of the Venus Express mission is based on the use of a single control centre, the Venus Express Mission Operations Centre (VMOC) at ESOC, Germany, in conjunction with the ESA deep space ground station located in Cebreros (near Madrid, Spain). The baseline operations philosophy is to acquire scientific data primarily during the 95 minute pericenter planetary passes, store the data on-board and downlink it during a single eight-hour pass each day.
(Ler mais )

2 comentários:

An Jo disse...

Flor,
em resposta ao seu comentário no meu blog:
já lutei bastante pela justiça. Os meus pais educaram-me a ser justo, honesto, educado, etc. Que resultados tive: fui o unico. Lutei por direitos comuns, fui abandonado e o unico a sofrer as represalias. Nunca falhei uma eleiçao. Se os meus pais lutaram para que eu pudesse escolher quem me representa, eu, no minimo, sinto-me obrigado a isso, pelo menos como agradecimento, mas estou cansado.
Aprendi da pior maneira.
A questão é quantos serão precisos para levar a que todos lutem? Não sei. Mas uma coisa sei. Estou farto de ser o unico.
Lutei na universidade contra pessoas que davam aulas. Não eram professores, esses sempre admirei. Eram embustes. Davam aulas mas unicamente para lhes aumentar o ego.
Reprovaram-me. So efectuei as disciplinas quando mudaram os docentes.
Lutei no trabalho contra incompetentes que so se preocupavam em prejudicar o trabalho dos outros e não em fazer o seu correctamente. Resultado: o socio maioritario da-me os parabens porque comigo a gerir certos cliente, foi a primeira vez que receberam os parabens destes pelo excelente tarbalho efectuado. Um mes depois, não me renova o contrato. Sempre pensei que o meu trabalho falaria por mim. Nunca aderi àquilo que os brasileiros chamam de puxa-saco. Como estava a ganhar importancia na empresa, devido à qualidade do tarabalho, "fizeram-me a cama", como me disseram.
Estou desempregado. Bonito isto de ser honesto e lutar-se pelos valores que nos incutiram.
Estes são so alguns episodios que me levam a pensar se não devo fingir que sou um alinhado, para poder voltar a ter trabalho e poder ter uma vida minimamente agradavel.

Geosapiens disse...

...ao contrário da vida real...bonita antecipação artistica...um abraço...