quarta-feira, outubro 26, 2005

Os donos assobiam, os cachorros dão ao rabo

Não é da minha responsabilidade a qualidade do português e nada me move contra este idioma.
Tenho no entanto que o citar para que compreendam.
O castiço escreve:

China censura a Wikipedia
Terça-feira Outubro 25th 2005, 8:09 autor: Rodrigo Costa Arquivado sob: Politiquices
Na mesma semana que o Governo Chinês publica o seu "Livro Branco da Democracia" bloqueou o acesso à enciclopédia livre online Wikipedia — prática recorrente do estado Chinês. Isto porque a Wikipedia contém informações que não agradam a Pequim. Sobretudo as referentes às violações de direitos humanos por parte do governo Chinês, a independência do Tibet e Xinjiang, entre outros temas.
Põem o homem no espaço, mas não o deixam espreitar pela janela. Este livro branco está recheado de páginas negras.
Isto é o que escreve o inominável Rodrigo Costa. Embora com erros incríveis , escreve! É quase um erro por frase.
Mas, eu explico porque o classifico benignamente:
A criatura nunca leu o tal Livro Branco de que fala. Nem por sombras.
Depois, late contra a RP da China com a ignorância e o atrevimento próprios do feirante, do anão de circo.
Sobre o Tibete é um zero. Julga que lendo a Maria e as entrevistas do Dalai Lama à Time entendeu alguma coisa do que ali se passou, vai para 3000 anos!
Não percebe que esse Dalai Lama vive de dizer o que os mais reaccionários desejam ouvir?
Faz aquele papel dos tambores de criança que têm mau som mas são uma maçada!
Nunca ouviu falar que os ditadores teocráticos – vá ao dicionário ff. – proibiam a roda no Tibete até que alguém pediu de novo o envio de uma força de libertação à RPC?
É verdade, a roda esteve proibida no Tibete vários séculos, em nome dos Dalai Lamas !
Não foram outras coisas: foi a roda! E tudo o que dela dependesse.
E mantiveram o povo na mais absoluta miséria e ignorância. Assim como o salazarismo fez em Portugal e nas colónias.
Mas o Racosta é um reincidente que nada tem de inocente.
Os inocentes uma vez erram, outras vezes acertam. Esta ignara criatura a soldo dos mais ignorantes desígnios, pretende dar lições sobre a China! E nunca acerta. É de uma regularidade impressionante.
Pobre dele.
Perora sobre a RP da China. A sua cultura milenar. A sua superioridade moral e extraordinário desenvolvimento em todos os campos. A RP da China que em 50 anos passou de colónia inglesa e japonesa, da idade média, a potência mundial. A potência espacial.
Onde os mais velhos são respeitados e ouvidos e com quem Portugal manteve sempre uma relação apenas possível dada inteligência e superioridade intelectuais dos seus dirigentes!
Claro que nunca viu a China nem o seu desenvolvimento e felicidade do seu povo.
Repete apenas os slogans da reacção neo-conservadora americana.
Limita-se a dar ao rabo quando o dono assobia!
Se desejar mais, é só pedir!
E escusa de se queixar de maus tratos ou de insultos que, por enquanto, estou só a proporcionar-lhe elogios!
Devo no entanto sublinhar o seu empenho e apoio ao ilustre Cavaco Silva que destes apoiantes vai ter às carradas!
É caso para dizer que vc só tem dúvidas e nunca acerta!

6 comentários:

Anónimo disse...

Solicitan asilo en Canadá más de 20 coristas cubanos

EFE, Toronto, 25 de octubre de 2005.

Al menos dos decenas de miembros del Coro Nacional de Cuba, que se encontraba desde el 18 de octubre de gira en Canadá, han abandonado el grupo y han pedido asilo a las autoridades de este país.

El barítono cubano Ernesto Hermes Cendoya Sotomayor declaró a la agencia EFE que en las últimas horas ''más de 20'' integrantes del coro han solicitado asilo en Canadá y que varios han decidido viajar hasta Estados Unidos para refugiarse en ese país.

Ismael Zambra, presidente de la Fundación Cubana Canadiense, que está ayudando a varios de los cantantes que han decidido quedarse en Canadá, indicó que la gira del coro ha tenido que ser suspendida ante la falta de las voces necesarias para realizar sus actuaciones.

Anónimo disse...

Las Damas de Blanco agradecen un premio que estimula la lucha por libertad

La Habana, 26 oct (EFE).- Las Damas de Blanco, el movimiento que agrupa a esposas y familiares de disidentes cubanos presos, interpretó hoy la concesión del premio Sajarov del Parlamento Europeo como "un reconocimiento estimulante y gratificante", y "un reto" para su lucha por la libertad.

"Es el colofón de nuestra lucha, que debe continuar ahora más que nunca, hasta lograr nuestro objetivo principal, la liberación de nuestros seres queridos", declaró a EFE una de las líderes del grupo, Laura Pollán, esposa de Héctor Maseda, condenado a 20 años.

El movimiento, el primero de su tipo en Cuba, agrupa a esposas, madres, hermanas, hijas y otras mujeres familiares de los 75 disidentes condenados a penas de hasta 28 años en la primavera de 2003, acusados de conspirar con EEUU, atentar contra la independencia del Estado y socavar los principios de la revolución.

Vestidas de blanco, como símbolo de paz y expresión de la inocencia de sus familiares en prisión, las Damas celebran reuniones, veladas religiosas y marchan pacíficamente por la Quinta avenida, una de las principales arterias de La Habana, para reclamar su liberación.

"Nuestro único objetivo es lograr la libertad de nuestros familiares presos", afirmó Laura Pollán, quien consideró que lograr el premio junto a la abogada nigeriana Huawa Ibrahim y Reporteros Sin Fronteras, es "un gran mérito y un honor".

Pollán apuntó que las Damas intentarán "hacer todo lo que esté a su alcance para ir a recoger el premio, pero si el Gobierno cubano no lo permite, no será una cuestión de nosotras".

Para ellas, "el premio es un reto que nos hace el mundo, porque a partir de ahora debemos intensificar nuestro trabajo, para lograr nuestros objetivos", insistió.

El Parlamento Europeo ya concedió el Premio Sajarov 2003 a Oswaldo Payá, líder del ilegal Movimiento Cristiano Liberación, en reconocimiento a su lucha por los derechos humanos en la isla.

La esposa de Raúl Rivero, "feliz" por el Sájarov a las 'Damas de Blanco', grupo al que "pertene desde el exilio"

Arrebenta disse...

OBJECTIVOS DA CAMPANHA DE CACILVA VÁCUO

0) Ida às oficinas de Camarate, com vista a pôr um motor transformado no velho Ford blindado, oferecido pela Baronesa-Sopeira Tatcher, de modo a poder vencer a distância Porto/Lisboa em apenas meia-hora
(O TGV dele...)
.

1) Criação imediata da Ordem das Modistas e Costureiras, com Bastonária vitalícia, Maria Cacilva Vácuo.
.

2) Promoção de Katia Guerreiro a Amália Rodrigues II, com correcção da História, falsificação das fotos, e enxertos nos cds da Amália de material genético da Katia (choque tecnológico)
.

3) Atribuição da Grã-Cruz da Liberdade a José Sócrates, por se ter atrevido a fazer, em seis meses, tudo aquilo com que o Aníbal sonhou, durante Dez Anos, e não se atreveu, não fosse cair-lhe algum garrafão da Ponte em cima.
.

4) Fim imediato dos processos lesivos de pessoas de bem, como o Apito Dourado, o Casa Pia, o Furacão, o Felgueiras, e a obrigação dos familiares dos mortos com lotes de plasma contaminado, a indemnizarem a Doutora Leoneza Bolor, por danos morais prolongados.

5) Reconversão de todas as estradas posteriores ao IP5 em estradas de modelo IP5: curvas para serem mais longas, contra-curvas para quem está farto de curvas se debruçar nas contra-curvas, inclinações fora da lei e 3cms a menos na camada de betume para os cofres de empreteiros e donos de obra apoiantes da candidatura.

6) Criação da Cidade de Boliqueime, e sua imediata candidatura a Património da Humanidade, junto da U.N.E.S.C.O.

7) Entrega de todas as obras em curso, no país, à tutela do Arq. Tomás Taveira, com vista a serem cumpridas todas as directivas comunitárias que obrigam à existência,
na porta das traseiras (cof, cof, cof)
de rampas de acesso para cidadãos de mobilidade reduzida
(deus me perdoe...)

8) Eliminação imediata de todos os blogues, espaços de comentários e chats onde se possa dizer mal do Grande Timoneiro e de todos os que lhe são próximos.

9) Retirada dos arquivos do estado, depósitos televisos, e rusgas-surpresa em domicílios onde possa haver vestígios de vídeos, fotos, ou dvds onde se veja o Salvador da Pátria a mascar a célebre fatia de bolo-rei com a suas madíbulas de aligator financeiro.

10) Substituição das refeições servidas nos refeitórios das escolas básicas pelo meio queque que o vovô Cavaco dá aos netinhos, na pastelaria "O Meu Ninho Doce", da Rua do Possidónio.

11) Renovação da Praça do Terreiro do Paço, que deverá passar-se a chamar Terreiro do Cavaco, ou Praça Mariani (a decidir após a "eleição", cof, cof, cof...).
A medonha estátua de D. José deverá ser substituída por uma réplica, em ferro fundido, da bomba de gasolina paternal, em Boliqueime.

12) Substituição da velha anedota "Qual a diferença entre Deus e Mário Soares? -- é que Deus está em toda a parte, e o Soares já lá esteve",
por uma versão,
séc XXI,
que rezará o seguinte
"Qual a diferença entre Deus e o Professor Aníbal? -- é que Deus está em toda a parte, e o Aníbal gostaria de estar, mas ninguém o convida porque não é conhecido".
.

13) Correcção, em todos os livros de História, da expressão "deficit gigantesco", associado aos anos do GREAT PORTUGUESE DISASTER (1985/1995) pela expressão "ligeiro desiquilíbrio das contas".
.

14) Revisão do projecto do TGV, cujo percurso deverá incluir a Figueira da Foz,
onde o desastre começou,
escala em Cidade de Boliqueime,
evitar Madrid,
enquanto lá estiver o Zapatero,
e o resto fica em aberto.
.

15) Dividir Portugal, entre os que apoiaram estas medidas e as que acham que só podiam vir da cabeça de alguém muito perturbado.
.

A Bem da Nação
Aníbal Cacilva Vácuo,
pai do GREAT PORTUGUESE DISASTER

MJ disse...

Favor ler com sotaque espanhol: "qué preciosos!" ecriben tudo en espanhol... mira que culto!

Anónimos:Agradecia que colocassem o link e o autor do texto de onde retiraram estes textos. Isto pode ser considerado abuso. Há os direitos de autor!

Arrebenta, sempre original! LOL

MF, mais uma grande lição de história. Vai ter é que chumbar uns quantos! LOL!

MF disse...

Cara(o) mj,
Estou com uma dúvida existencial: não sei se lhes cobro lições de português, de história ou de psicanálise. E sabe porquê? O português, eles já abandonaram e agora copiam do espanhol.
É um grande avanço e pode ser que, copiando, na língua de cervantes a coisa seja mais inteligível.
De história, bom , de história é capaz de não valer a pena pois Ela tem a capacidade de se ir ensinando no (de)curso da vida...
Sou do tempo do Franco, do Salazar, do colonialismo, de Portugal do Minho a Timor, da invasão do Egipto, do Apartheid, da guerra do Vietname...; sobre a psicanálise tenho um problema: só acho que tenha efeito em estágios precoces das psicoses, enquanto não se manifestam as fúrias, os de desfazamentos com a realidade e os delírios,o que não é, manifestamente o caso!
Grande abraço que a vida é curta para os que vieram a este mundo, olhando além do seu egoísmo.

MF disse...

Quanto aos anónimos, Olé!
Que guapos!
Também lhes respondo. Melhor, os aviso: É que esses empregos que têm, pagos com o dinheiro do orçamento da CIA, são como a lepra que se agarrra à pele e faz cair dedo a dedo, bocado a bocado. Tem até acontecido que na primeira curva da estrada das aventuras cleptomaníacas, se descartem de algum lastro inútil. Normalmente servem para correios de droga ou de outros tóxicos. Como as notícias que agora propalam. Depois, um dia, a casa vem abaixo e servirão para serem mostrados pendurados, aos bocados, nas pontes sobre os rios. Querem já escolher?
O Tibre tem sido um destino muito procurado. Mas há-os para todos os gostos. Um dos que mais me tocou foi aquele banqueiro do Vaticano pendurado sobre o Thames, em London.
Tão a ver? Que tal o sotaque inglês?
E depois, na América Latina é um fartar de rios e de florestas, de "contras" e de "contra-contras", à escolha.
Pena que não vos deixem também escrever. Já vos dão os textos prontos, não é?
Ah, outra coisa. Tomem cuidado que, por vezes, com a pressa, a notícia sai antes do acontecimento e é sempre desagradável ler nos jornais a notícia do próprio obituário. Já não era o primeiro.
São os chamados descartáveis.
Continuem copiando que não há problema! Só se enganam a si mesmos!