sexta-feira, outubro 07, 2005

Que inveja! como gostava de ter escrito isto

Acreditem que desta vez me custa não ter sido eu a escrever isto.
Está bem escrito e é bene trovato! Copiado sem vergonha nenhuma do Elastecidade:

Outsourcing autárquico
Estas eleições autárquicas têm-me levantado algumas ideias interessantes. A política custa imenso dinheiro, e há a velha questão liberal se não estamos a pagar para nos enganarem melhor. Talvez. Mas ao menos podiam enganar-nos com estilo. Não era preciso muito dinheiro. Bastava deixarem de aceitar bandas pimba nos comícios. Passarem a ter concertos acústicos. Distribuirem lápis que fazem alergia à parte de trás da orelha.Em alternativa, podiam ficar mais baratos. Já que importamos o pior lixo, porque é que não importamos Política? Porque é que não fazemos um outsourcing ao Parlamento? Sim! Contratávamos uns quantos cidadãos do terceiro mundo, atribuíamos-lhes um partido e metíamo-los a discutir online. Ou até fazíamos a coisa por país. O PP era representado por ucranianos ou romenos, que são branquinhos, cultos, inofensivos e sem qualquer experiência democrática. O PSD podia ficar para os indianos. São imensos, são a esperança democrática de há décadas mas um sistema de castas e baronatos impede os melhores de progredirem. O PS podia ficar para os italianos do sul. Há a vontade da esmagadora maioria em se modernizar e serem iguais aos do norte, mas aquela faixa da esquerda, litoral, ilhota, é a máfia. O PCP ficava para os azetecas. Sim, já não existem. E é mesmo por isso. Contratam-se os mexicanos que não conseguiram passar para os Estados Unidos. O BE ficava para os chineses. Ninguém percebe o que eles dizem. E vendem coisas muito baratas e que se partem num instante, mas que achamos sempre que substituem as mais caras. E pronto. É uma ideia.

1 comentário:

Paulo Alves disse...

Excelente ideia. Gosto principalmente de imaginar um Bloco de Chineses, em Salvaterra de Magos, a trocar a palavra «corrupção» por «colupesom», a qual rima perfeitamente com tropeção.

Abraço.
Paulo Alves
(obrigado pela dica do word verification ;-)...já lhe tinha prometido tratar da saúde...ai a preguiça era tanta!!!)