sexta-feira, dezembro 12, 2008

Finalmente os Professores foram avaliados, e como!

Segundo o Expresso, e com uma maioria de aplausos:

Ministério declara negociações "fechadas"
O secretário de Estado, Jorge Pereira, diz estar desiludido com a proposta dos sindicatos e que as negociações para a avaliação de desempenho para este ano lectivo estão encerradas, apelando para aceitarem a "legitimidade do Governo para governar".
---------
Já era tempo de dizer Basta! a estes arruaceiros, a estes utilizadores de crianças, aos que compraram os ovos e esconderam a mão.
Que dizia eu de começarem a ser instalados uns Processos Disciplinares por insubordinação, desrespeito das hierarquias e dos superiores hierarquicos'? Por insultos públicos, à honra, e até ao pudor dos seus superiores? Mas PDs com vista ao despedimento! Com consequências!
É que, como dizia o saudoso Coimbra, que vcs não conheceram, mas que tinha no curriculo uma dezena de anos no Tarrafal): A Democracia tem limites
Era tempo de avaliar, de facto, estes interlocutores!

1 comentário:

Xupa disse...

Cada vez mais me convenço que não passa de um títere… A sua opinião baseia-se em factos por si (ou outros) truncados e dispostos a bel-prazer. Não comento isso. É uma liberdade sua suportada pelo facto de ser um orador anónimo e de considerar que a democracia lhe dá o direito de ser caceteiro (como os tais professores que diz terem colocado os ovos nas mãos das “crianças”…). Até aqui concordamos.
Os factos, esses, são colocados pela sua mão numa lógica de “desculpe, os factos são estes e não esses”, tão cara ao camarada Sócrates.
Em suma, queria dizer que deve deixar claro quem é e de onde lhe surgem essas inspirações para ofender os outros (sempre, sempre, com o capuz do direito de resposta não sei bem a que, uma vez que não é nem professor, nem funcionário da ministra da educação – assim mesmo, em minúsculas – não é?).
A menos que considere que o “assunto” também é seu, mesmo recorrendo a alguma destemperança. Na verdade, tem razão. Este também é um direito seu, de cidadania, de democracia. Aquilo que com mais ou menos desmesura não reconhece aos outros, aos maus dos professores e a quem, algumas vezes de forma tão fundamentada como o senhor, diz que concorda com a “luta” destes. Justa ou não.
Para o senhor, que até subscreve a ideia de que a Democracia tem limites, desejo-lhe melhores leituras. E, também que, peço-lhe uma vez mais, retire a inibição dos seus comentadores serem escrutinados por si antes de verem os seus comentários publicados no “seu” blog, esses sim, respondendo às suas cantilenas.